A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Carandiru
Vila Paulicéia
Parada Ingleza
...

Cantareira-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1998
...
 
Cia. Cantareira (1922 -1941)
E. F. Sorocabana (1941-1965)
VILA PAULICÉIA
Município de São Paulo, SP
Ramal de Guarulhos - km 5,370 (1960)   SP-2982
    Inauguração: 31/12/1922
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1922?
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Guarulhos começou como um ramal da E. F. da Cantareira, que, aberto em 15/11/1910, saía da estação do Areal e atingia o Asilo dos Inválidos, no Guapira (depois Jaçanã). Somente em 1913 foi aberta a primeira estação intermediária, Tucuruvi, e aos poucos outras estações passaram a ser abertas na linha, que atingiu Guarulhos em 1915. Em 1947 a linha teve a bitola ampliada de 60 cm para 1 metro, quando esta já atingia o aeroporto militar de Cumbica. Em 31/05/1965, o tráfego do ramal foi suprimido, um ano depois de o trecho Areal-Cantareira ter sido suprimido. Os trilhos foram retirados logo depois e diversas estações foram demolidas.
 
A ESTAÇÃO: A fazenda Sant'Ana foi desmembrada em outras fazendas, como a Prato D'água, esta loteada em 1920, formando o leste do Jardim São Paulo e o oeste da Vila Paulicéia e a Parada Inglesa. O loteamento fora efetuado pela Cia. Territorial Sant'Ana, que para urbanizar e tornar atrativa aquela parte da então zona rural, solicitou ao Governo a construção de uma estação no km 6 da linha da Cantareira, cujo ramal de Guarulhos desde 1910 passava pelo meio do pasto da fazenda loteada. O Governo
autorizou, desde que a empresa arcasse com os custos da sua construção, que deveria ser realizada pela Cantareira. A estação foi inaugurada no finalzinho de 1922, com o nome de Vila Paulicéia. "Relatório do Governador, Dr. Washington Luiz, apresentado ao Congresso Legislativo e referente ao ano de 1922, menciona que duas novas estações foram inauguradas: Villa Paulicéa, entre os Km 6 e


AO LADO: Anúncio da inauguração da estação (Folha da Noite, 30/12/1922).

ACIMA: A estação mal foi aberta e já se lucrava por causa dela com a venda de terrenos próximo à estação (Folha da Noite, 30/12/1922).
7
da linha Guapira-Guarulhos e outra em Gopouva
" (Werner Vana, extraído do relatório com data 02/08/1923, pág. 153). "O local do casarão da fazenda Prato água era conhecido como Biquinha, e ficava a uns 50 metros da estação Vila Paulicéia. Lembro-me muito bem do casarão de taipa, que existiu até os anos 60. Ao seu lado, a bica de água fria e alcalina, que deu nome ao casarão. Bebi muita água desta bica." (Werner Vana) A estação de Vila Paulicéia foi desativada em 1965, com o fim do ramal, e posteriormente demolida.
(Fontes: Werner Vana; Cid Beraldo; Folha da Noite, 1922; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação, em foto sem data. Cedida por Cid Beraldo
   
     
     
Atualização: 12.10.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.