A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Araraí
Alfredo Ellis
Santa Eudóxia
...

ram.Água Vermelha-1935

IBGE-1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2005
...
 
Cia. Paulista de Estradas de Ferro (1906-1962)
ALFREDO ELLIS
Município de São Carlos, SP
Ramal de Água Vermelha - km 54,729   SP-0898
    Inauguração: 01.10.1906
Uso atual: abandonada   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1906
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal foi projetado pelos ingleses da Rio Claro Railway, e emtregue pela Cia. Paulista, partindo da estação de São Carlos, no tronco da Paulista, até Água Vermelha, com 63 quilômetros, em 01/04/1892, tendo sido prolongado até Santa Eudóxia, na fazenda do mesmo nome às margens do Mogi-Guaçu, onde chegou em 20/09/1893. O ramal acompanhava basicamente o curso do córrego dos Negros e o rio Quilombo por quase toda a sua extensão, e manteve a bitola métrica durante toda a sua existência. Em 12/02/1962, foi suprimido, retirando-se os trilhos do leito no final de 1964.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Alfredo Ellis, nome dado em homenagem ao dono da fazenda Santa Eudóxia, onde ficava a estação, foi inaugurada em 1906, como a última do ramal a ser aberta, catorze anos depois do início do ramal de Água Vermelha. Da estação, saía um ramal da Cia. Agrícola Fazenda Paulista, com 3 km e bitola métrica, para o transporte de lenha; chamava-se desvio Alfredo Ellis, segundo informações de um relatório estadual de 1929; segundo ferroviários que trabalharam no ramal nos anos 1940 e 1950, o ramal lenheiro tinha 31 km a partir da estação e atingia as margens do rio Mogi-Guaçu, de onde a Paulista trazia lenha do outro lado do rio, no atual município de Luiz Antonio. Tinha um posto telegráfico no km 7 e outros no km 19 e no 28. Do km 19 saía um outro ramal. Segundo depoimentos de ex-funcionários que trabalharam no ramal lenheiro, o desnível de Alfredo Ellis até o rio era muito acentuado, e dependendo da carga havia de se usar duas e algumas vezes até três locomotivas a vapor para a volta. A estação foi desativada em fevereiro de 1962, com a supressão do tráfego no ramal, e teve os trilhos retirados em outubro de 1964. Está hoje abandonada, depois de ter sido descaracterizada e habitada por famílias. Situa-se ao lado da estrada SC-329, que liga São Carlos ao distrito de Santa Eudoxia.

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1906 a 1962. Na foto, o trem do ramal parte da estação de São Carlos nos anos 1950. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1948 (Guias Levi).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Tiago Luiz Zacarin; Marco Zambello; Filemon Peres; Secretaria de Estado dos Negócios da Viação e Obras Públicas do Estado de S. Paulo: Relatório no. 3, 1929; Cia. Paulista: Álbum dos 50 anos, 1918; Cia. Paulista: relatórios oficiais, 1892-1969; IBGE, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Alfredo Ellis, em 1917. Álbum dos 50 anos da Cia. Paulista

A estação, ainda sendo visível a plataforma, em 1969. Autor desconhecido

A estação, em foto de 24/10/1997, tirada por Ralph M. Giesbrecht

A estação, em foto de 24/10/1997, tirada por Ralph M. Giesbrecht

A estação, em foto de 24/10/1997, tirada por Ralph M. Giesbrecht

A estação em 10/7/2011. Foto Tiago Luiz Zacarin
     
Atualização: 21.10.2011
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.