A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Paranhos
Alfredo Guedes
Lençóis
...

ramal de Bauru-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
Cia. União Sorocabana e Ytuana (1898-1905)
E. F. Sorocabana (1905-1971)
FEPASA (1971-1998)
ALFREDO GUEDES
(antiga AREIA BRANCA)
Município de Lençóis Paulista, SP
Ramal de Bauru - km 360,841 (1934)   SP-0897
Altitude: 511 m   Inauguração: 1898
Uso atual: abandonada (2017)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Bauru teve origem na linha da Cia. Ituana (ramal de São Manuel) que saía de Porto Martins, no rio Tietê, que recebia os barcos da navegação fluvial da ferrovia, e chegava até São Manuel, em 1888. Quando a Ituana foi fundida com a Sorocabana para formar a CUSY, esta alterou radicalmente o ramal de São Manuel, usando parte dela para fazer uma linha que ligava a estação de Capão Bonito (mais tarde Rubião Júnior), logo após Botucatu, visando chegar à nascente e próspera cidade de Bauru. Outra parte se tornou o curto ramal de Porto Martins-Araquá. A linha chegou a Bauru em 1905. O agora ramal de Bauru sobreviveu até hoje, com algumas retificações feitas nos anos 1960, unindo as linhas da Paulista, da Noroeste e a linha-tronco da Sorocabana. Em 1976, o trem de passageiros foi suprimido na linha, mas os trens de carga mantém-na ativa até hoje.
 
ANO Total de passageiros embarcados
1906 4.644
1917 7.633
1918 7.333
1922 10.820
1934 11.142
1942 7.355
1943 9.126
1944 12.300
1945 13.779
1951 27.619
A ESTAÇÃO: A estação foi aberta em 1898, juntamente com o trecho até Lençóis.

Em 1918, o nome original, Areia Branca, tirado de um córrego da região, foi alterado para Alfredo Guedes (1868-1904), advogado e político que foi secretário da Agricultura do Estado no final do século XIX. Era também irmão de Olívia Guedes Penteado.

O local é um distrito do município de Lençóis Paulista, distrito este criado em 1934 e que hoje possui um razoável tamanho, embora afastado uns sete quilômetros a leste da via Marechal Rondon. O armazém, ao lado, abandonado e depredado, é pequeno e ainda ostenta no dístico: "EFS - 1926". Os desvios foram retirados.

"Meu pai passeava aos domingos com minha mãe fazendo o percurso Lençóis-Alfredo Guedes, Alfredo Guedes-Lençois. E ficavam nesta vida o dia todo" (Adriano Martins, 05/2005).

Em 2013, a situação era ruim. "No ultimo sábado, 7/12, estive em Alfredo Guedes, que é um distrito de Lençóis Paulista e como estava lá, fui ver a estação e a mesma está abandonada. A parte onde era o armazém, anexo à estação, está aberta, falta o assoalho, algumas telhas e há muita sujeira no chão. O restante da estação está com as portas e janelas lacrados com tijolos. As casas ao lado da estação também estão abandonadas e lacradas, mas é possível ver muita sujeira no seu interior. A caixa d'água está podre, mas sua estrutura feita de trilhos parece em melhor estado. O outro armazém que fica a alguns metros da estão está sem telhado" (Douglas Ruzon, 12/2013).

Em 2017, a estação estava abandonada e ameaçando ruína.

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1926 - Extensão dos desvios para 280 m; 1934 - Construção de casa de madeira para trabalhador

Durante anos eu desembarquei e embarquei nessa Estação, pois dava aula na Escola Estadual de Alfredo Guedes. Fazia o trajeto Lençóis a Guedes durante anos, na década de 1960. Viajava no trem de passageiros que passava por aqui com destino a São Paulo. Voltava de misto depois do meio dia. A estação era muito bonita e bem equipada. Os bancos de madeira eram o conforto para os professores cansados depois de enfrentar um período de aula, enquanto o trem não apontava na curva. Tenho na lembrança aquela estaçãozinha que tanta recordação me deixou.
AO LADO: por Meiry Chitto, 20/1/2011.

ACIMA: Substituição da ponte antiga ('a esquerda) por uma nova (à direita) próximo à estação de Alfredo Guedes, no ramal de Bauru, pela Sorocabana em 1968. ABAIXO: Início de desmonte da ponte velha logo depois da instalação da nova (Fotos Orandir Pannucci).

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação entre 1898 e 1976. Ao lado, um destes trens está parado na plataforma da estação de Agudos, em 1927. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1958 (Guias Levi).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Valdemar Bicudo. Douglas Ruzon; Adriano Martins; Meiry Chitto; Sorocabana: relatórios anuais, 1875-1969; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em 1991. Foto Valdemar Bicudo

A estação em 09/10/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 09/10/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

O armazém, ao lado da estação, abandonado. Foto Ralph M. Giesbrecht(09/10/1999)

A estação em 04/2003. Foto Adriano Martins

Armazém e estação (esta ao fundo), em 12/2009. Foto Adriano Martins

A estação em 7/12/2013. Foto Douglas Ruzon
   
     
Atualização: 26.03.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.