A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Andradina-nova
Andradina
Paranápolis
...

Tronco NOB - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Noroeste do Brasil (1937-1975)
RFFSA (1975-1996)
ANDRADINA
Município de Andradina, SP
Variante de Jupiá - km 141,700 (1937) Linha-tronco - km 408,541 (1960)   SP-0917
Altitude: 387 m   Inauguração: 11.07.1937
Uso atual: desconhecido (2021)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Noroeste do Brasil foi aberta em 1906, seguindo a partir de Bauru, onde a Sorocabana havia chegado em 1905, até Presidente Alves, em setembro de 1906. Em janeiro de 1907 atingia Lauro Müller, em 1908 Araçatuba e em 1910 atingia as margens do rio Paraná, em Jupiá, de onde atravessaria o rio, de início com balsas, para chegar a Corumbá, na divisa com a Bolívia, anos depois. O trecho entre Araçatuba e Jupiá, que até 1937 costeava o rio Tietê em região infestada de malária, foi substituído nesse ano por uma variante que passou a ser parte do tronco principal, enquanto a linha velha se tornava o ramal de Lussanvira. Em 1957, a Noroeste passou a fazer parte da RFFSA. Transportou passageiros até cerca de 1995, quando esse transporte foi suprimido. Em 1996, a RFFSA deu a concessão da linha para a Novoeste, que transporta cargas até hoje.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Andradina foi inaugurada em 1937; esse mesmo dia é considerada a data da fundação da cidade, por Antonio Joaquim de Moura Andrade, daí o nome Andradina. A cidade foi aberta em terras da fazenda Guanabara, existente desde 1929 e de propriedade de Moura Andrade.

Apenas cinco meses depois a vila já era elevada a distrito, e, um ano depois, a município, demonstrando um crescimento muito rápido em uma região anteriormente tomada pela malária e pela leishmaniose. Aberta na variante de Jupiá, em 1940 passou a integrar a linha-tronco da Noroeste.

Em 1986, a construção de uma estação nova, fora da cidade, mas sem a construção de uma variante, fez com que o pátio ferroviário fosse transferido para a nova estação, que recebeu o nome de Andradina-nova; a antiga teve todo o pátio e trilhos retirados, menos à linha principal. que continuava até 2021 sendo passagem dos cargueiros - o trem de passageiros desapareceu em 1993. Este fato acabou ameaçando de demolição o prédio da velha estação; entretanto, salvo pelo tombamento municipal, em 1998 estava ameaçando ruir por falta de conservação. Em 2014 estava extremamente bem conservada (pelo menos externamente), mas seu uso me era desconhecido. (ver também ANDRADINA-NOVA)

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1937 a 1993. Veja aqui horários em 1948 (Guias Levi).
ACIMA: inauguração de três estações na variante da Noroeste em 1937 (O Estado de S. Paulo, 18/7/1937).
ACIMA: A locomotiva a vapor espera, junto à plataforma da então bem tratada estação de Andradina, em foto sem data, provavelmente anos 1940 (Acervo Instituto Geográfico e Cartográfico). ABAIXO: Toras de madeira ao longo da linha e junto à estação, que está ao fundo (Autor e data desconhecidos).

ACIMA: Os trens estavam dando trabalho em 1964 na passagem pelo centro da cidade (Folha de S. Paulo, 15/3/1964).

ACIMA: A estação da Noroeste em Andradina deve ster seu local alterado em 1990, mas havia gente que ainda resistia à mudança (O Estado de S. Paulo, 12/9/1990).

(Fontes: Odilio Pereira de Queiroz Neto; Silvio Rizzo; José H. Bellorio; Luziana Q. Alcântara: Andradina - A Terra do Rei do Gado (1837-1969); O Estado de S. Paulo, 1937 e 1998; Instituto Geográfico e Cartográfico de São Paulo; E. F. Noroeste do Brasil: Relatório oficial de estações, 1937; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

A estação nos anos 1950. Foto do livro Andradina - A Terra do Rei do Gado (1837-1969) de Luziana Q. Alcântara

A estação de Andradina, ainda ativa, em 10/1979. Foto José H. Bellorio

A praça em frente à antiga estação, em 1998. Foto O Estado de S. Paulo, 07/01/98

A estação, em 13/08/2001. Foto José H. Bellorio

A estação, em 13/08/2001. Foto José H. Bellorio

A estação, em 13/08/2001. Foto José H. Bellorio

A estação em 02/2014. Foto Odilio Pereira de Queiroz Neto

A estação em 02/2014. Foto Odilio Pereira de Queiroz Neto

A estação em 2016. Foto Silvio Rizzo
     
Atualização: 23.12.2021
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.