A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Córrego Azul
Aracanguá
Saint Martin
...

ramal de Lussanvira-1950

OESP - 1928
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. Noroeste do Brasil (1909-1961)
ARACANGUÁ
Município de Araçatuba, SP
Linha-tronco original - km 321,255 Ramal de Lussanvira - km 40,941   SP-0934
Altitude: 298 m   Inauguração: 01.05.1909
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Lussanvira, era parte do tronco da Noroeste até pelo menos 1940, quando a variante mais ao sul foi terminada, ligando Araçatuba a Jupiá. O trecho foi abandonado por passar por uma zona de malária muito intensa, onde prevalecia o impaludismo, causando problemas para os ferroviários e moradores da região. Nesse ano, o trecho entre Lussanvira e Jupiá foi suprimido, pois era o que apresentava piores condições para tráfego e povoamento. Em 1961, o ramal foi definitivamente extinto e todo o trecho junto a Lussanvira, incluindo a própria estação, foi submergido pela construção da represa de Três Irmãos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Aracanguá foi aberta no tronco da Noroeste em 1909. Diz a história que a estação foi construída em região de mata virgem, à margem sul do Tietê, a poucos metros da foz do rio Aracanguá. Este denominou a estação, e esta, a região à sua volta. "(...) No km 322, a estação de Aracanguá, colocada bem à margem do rio Tietê; daqui para a frente até Itapura o traçado acompanha de perto o curso do rio Tietê" (Breve Histórico sobre a E. F. Noroeste do Brasil, Sylvio Saint Martin, junho de 1913). Os primeiros imigrantes que ali chegaram cruzaram o rio Tietê e se fixaram ao norte dele, dando origem a cidades como o hoje município de Santo Antonio do Aracanguá, que importou o

nome da estação. Em 1941, a estação passou a fazer parte do ramal de Lussanvira. A estação foi desativada em 1961 com o ramal. Segundo as informações obtidas, nada resta hoje da antiga estação.



À ESQUERDA: Houve que se refazer as estações de Aracanguá, Anhangaí e Bacury em junho de 1910, bem como pontes e casas de turma nesse trecho do ramal em meados de 1910 (OESP, 9/6/1910).

nome da estação. Em 1941, a estação passou a fazer parte do ramal de Lussanvira. A estação foi desativada em 1961 com o ramal. Segundo as informações obtidas, nada resta hoje da antiga estação.








À ESQUERDA: Entrega de parte do ramal em meados de 1909 (OESP, 1909).

À ESQUERDA: No início das obras da variante para Itapura, a estação de Aracanguá já estava condenada. Era ela a última a qual o trem podia chegar nas constantes inundações, mas, estando no trecho que iria ser substituído, seria extinda também (O Paiz, 13/5/1909).

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1909 a 1962. Ao lado, saiba mais sobre o ramal de Lussanvira - clique sobre a foto para ver mais detalhes. Veja aqui horários em maio de 1941 (Guias Levi).
(Fontes: Edwardo V. Abrantkoski; E. F. Noroeste do Brasil: relação oficial de estações, 1937; O Paiz, 1909; O Estado de São Paulo, 1910 e 1928; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação ainda ativa; foto sem data. Acervo Edwardo V. Abrantkoski, de Araçatuba, SP. Cessão Ismael Gobbo
   
     
     
Atualização: 14.03.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.