A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Jacarecatinga
Bacuri
Nova Nipônia
...

ramal de Lussanvira-1950

OESP - 1928
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Noroeste do Brasil (1910-1961)
BACURI
Município de Pereira Barreto, SP
Linha-tronco original - km 356,185 Ramal de Lussanvira - km 75,805   SP-0872
Altitude: 290 m   Inauguração: 13.05.1910
Uso atual: desconhecido   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Lussanvira, era parte do tronco da Noroeste até pelo menos 1940, quando a variante mais ao sul foi terminada, ligando Araçatuba a Jupiá. O trecho foi abandonado por passar por uma zona de malária muito intensa, onde prevalecia o impaludismo, causando problemas para os ferroviários e moradores da região. Nesse ano, o trecho entre Lussanvira e Jupiá foi suprimido, pois era o que apresentava piores condições para tráfego e povoamento. Em 1961, o ramal foi definitivamente extinto e todo o trecho junto a Lussanvira, incluindo a própria estação, foi submergido pela construção da represa de Três Irmãos.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Bacuri foi aberta no tronco da Noroeste em 1910. O nome original da estação parece ter sido Manso do Bacuri, segundo Nilson Ghirardello, em sua obra "À beira da linha", Unesp, 2002. Em 1941, passou a fazer parte do ramal de Lussanvira. Foi desativada por em 1961 com o ramal.

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1910 a 1962. Ao lado, saiba mais sobre o ramal de Lussanvira - clique sobre a foto para ver mais detalhes. Veja aqui horários em maio de 1941 (Guias Levi).
(Fontes: Nilson Ghirardello: À beira da linha, UNESP, 2002; O Estado de S. Paulo, 1928; E. F. Noroeste do Brasil: Relação oficial de estações, 1937; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     
     
     
Atualização: 27.06.2013
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.