A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Desembargador Furtado
Carlos Gomes
Jaguari
...

Tronco CM-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2006
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1888-1929)
CARLOS GOMES
(antiga MATTO DENTRO)

Município de Campinas, SP (Veja o bairro)
Linha-tronco original - km   SP-1089
    Inauguração: 01.01.1888
Uso atual: escola   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1888 (provável)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha-tronco da Mogiana teve o primeiro trecho inaugurado em 1875, tendo chegado até o seu ponto final em 1886, na altura da estação de Entroncamento, que somente foi aberta ali em 1900. Inúmeras retificações foram feitas desde então, tornando o leito da linha atual diferente do original em praticamente toda a sua extensão. Em 1926, 1929, 1951, 1960, 1964, 1972, 1973 e 1979 foram feitas as modificações mais significativas, que tiraram velhas estações da linha e colocaram novas versões nos trechos retificados. A partir de 1971 a linha passou a ser parte da Fepasa. No final de 1997, os trens de passageiros deixaram de circular pela linha.
 
A ESTAÇÃO: Aberta em 1888, com o nome de Matto Dentro, a estação "foi aconselhada pela grande afluencia de cargas e passageiros para aquelle lugar, principalmente depois que as ultimas enchentes de Janeiro fizerão desapparecer diversas pontes sobre o rio Atibaia porque difficultou a procura da estação de Tanquinho aos lavradores estabelecidos entre os rios Jaguary e Atibaia". Ela foi construída exatamente onde existia já uma "chave", dentro da Fazenda Santa Rita do Mato Dentro, onde já embarcavam passageiros e até cargas, e era conhecida como "estação da Chave do Matto Dentro". "Construiu-se um edificio para estação na chave do Matto Dentro, ficando completamente pronto em Dezembro (de 1887). Durante o semestre tivemos de fazer um movimento de terras na extensão de 300 metros afim de melhorar as condições da linha e dar lugar a estação n'este lugar. Ficou com uma linha do nível de 180 metros e uma linha recta de 80 metros." (relatório da Mogiana, 15/4/1888). No mesmo relatório, cita-se em outro capítulo que "A 1o de Janeiro do corrente anno foi aberta ao trafego a estação de Matto Dentro, continuando a vigorar a mesma tarifa do tempo da "Chave do Matto Dentro". A estação original de Carlos Gomes - nome dado a ela, entre 1897 e 1898, por ocasião da morte do compositor campineiro - funcionou por mais de 40 anos, quando, na retificação do trecho Desembargador Furtado-Jaguari, em 1929, foi substituída pela nova (ver Carlos Gomes-nova), mais precisamente no dia 18 de novembro desse ano. O prédio antigo, entretanto, continua em seu lugar até hoje, obviamente longe da linha atual, mas servindo de escola, bastante descaracterizado e aumentado, na antiga vila ferroviária, hoje conhecida como Carlos Gomes Velho.
     

A estação de Carlos Gomes, c. 1910. Foto do álbum da Mogiana

A antiga estação de Carlos Gomes, já desfigurada (30/11/1998). Foto Ralph M. Giesbrecht

A antiga estação de Carlos Gomes, já desfigurada (30/11/1998). Foto Ralph M. Giesbrecht

A antiga estação em 09/2006. Foto Ana Maria Giesbrecht
   
     
Atualização: 24.07.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.