A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Índice de estações
...
Humberto Monte
Sobral
Jairabas
...
Saída para o ramal de Camocim: Massapé
...

Linha Norte - 1950
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
E. F. de Sobral (1882-1909)
Rede de Viação Cearense (1909-1975)
RFFSA (1975-1997)
SOBRAL
Município de Sobral, CE
Linha Norte - km 234,604 (1960)   CE-3158
    Inauguração: 31.12.1882
Uso atual: abandonada   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1882
 
 
HISTORICO DA LINHA: A origem da linha Norte foi o trecho da E. F. de Sobral que ligava Sobral a Ipu (havia o trecho inicial, de Camocim a Sobral, que virou ramal). Em 1909, toda a E. F. de Sobral (Camocim-Ipu) foi juntado com a E. F. de Baturité para se criar a Rede de Viação Cearense, imediatamente arrendada à South American Railway. Em 1915, a RVC passa à administração federal. A linha da antiga E. F. de Sobral chega a seu ponto máximo em Oiticica, na divisa com o Piauí, em 1932, dezoito anos antes de Sobral ser unida a Fortaleza pela E. F. de Itapipoca (1950). Esses dois trechos passam então a constituir a linha Norte. Em 1957 passa a ser uma das subsidiárias formadoras da RFFSA e em 1975 é absorvida operacionalmente por esta. Em 1996 é arrendada juntamente com a malha ferroviária do Nordeste à Cia. Ferroviária do Nordeste (RFN). Trens de passageiros percorreram a linha Norte até o dia 12 de dezembro de 1988, sobrando depois disso apenas cargueiros e trens metropolitanos no trecho Fortaleza-Boqueirão.
 
A ESTAÇÃO: A cidade de Sobral existe desde os primórdios do século XVIII. Já em 1773 tornou-se município. A estação de Sobral foi inaugurada em 1882 como ponta de linha da E. F. de Sobral. Assim permanece por 11 anos, trazendo desenvolvimento à cidade. Em 1950, a linha de Itapipoca, vinda de Fortaleza, atingiu Sobral e o trecho até Camocim tornou-se um ramal. O ramal de Camocim

ACIMA: O pátio da estação de Sobral ainda tem grande movimento de vagões da CFN (Foto Fabrício Storto, julho de 2007).
foi desativado no início dos anos 1980. A estação, apesar do grande movimento de vagões da CFN, em 2009 está abandonada: "Moradores da rua Cel.Sabino com Pintor Lemos, reclamam do quase completo abandono da área da Estação Ferroviária que, segundo eles, está servindo de depósito de lixo e coito de marginais. 'Daqui a gente sente o cheiro da droga que é consumida no local e fica exposto aos marginais que, depois que se drogam, passam a atacar quem passa' (...) Desde que acabou a movimentação dos trens de passageiros, o prédio da antiga

TRENS - Os trens de passageiros pararam nesta estação de 1882 a 1988. Na foto, trem Fortaleza-Crateús em Amanaiara (1956). Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1954 (Guias Levi).
Rede Ferroviária Federal (RFFSA), ficou isolado, servindo somente para funcionários da rede, com atuação no serviço de transporte de cargas e consertos das máquinas. O prédio, todavia, ficou desprezado e sua área de entorno serve de depósito de lixo doméstico e restos de materiais de construção (...) Dentre em breve, a Prefeitura de Sobral irá desenvolver o projeto de revitalização e urbanização de todo o entorno da imagem do Cristo Redentor. Espera-se aí um tratamento mais atencioso ao secular prédio da estação, um dos importantes patrimônios históricos, que marcam o início da povoação da cidade de Sobral" (Correio da Semana, 13/2/2009).
(Fontes: Carlos Alberto Martins da Matta, 2005; Itamar Lima; Fabrício Storto, 2007; Studio Sobral; Correio da Semana, 2009; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1959; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1932-80; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Sobral, c. 1957. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVI, IBGE, 1959

A estação em 2005. Foto Studio Sobral, acervo Itamar Lima

A estação em 2005. Foto Carlos Alberto Martins da Matta

Plataforma da estação de Sobral em julho de 2007. Foto Fabrício Storto

Lado da plataforma da estação de Sobral em julho de 2007. Foto Fabrício Storto
 
     
Atualização: 16.12.2012
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.