A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Belo Horizonte
Santa Ifigênia
Parada do Cardoso
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...

Linha do Paraopeba - 1931
...
 
Ramal Férreo da Capital do Est. de Minas Gerais (1895-1900)
E. F. Central do Brasil (1900-1975)
SANTA IFIGÊNIA (antiga ARRUDAS e CARDOSO)
Município de Belo Horizonte, MG
Ramal de Belo Horizonte - km 643,399 (1928)   MG-1288
    Inauguração: 07.09.1895
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha do Paraopeba, assim chamada porque durante boa parte de sua extensão acompanha o rio do mesmo nome, foi construída em bitola larga, provavelmente para aliviar o tráfego de trens entre o Rio de Janeiro e Belo Horizonte que até sua abertura tinha de passar pela zona de mineração da Linha do Centro, até General Carneiro, onde saía a linha para a capital mineira. Além disso, até então havia baldeação para bitola métrica em Burnier, o que dificultava as operações principalmente dos trens de passageiros entre as duas capitais. A linha do Paraopeba, saindo da estação de Joaquim Murtinho, foi aberta até a estação de João Ribeiro em 1914 e até Belo Horizonte em 1917. Dali a General Carneiro foi mantida a bitola de métrica no trecho já existente. Com isso se estabelecia a ligação direta sem baldeações entre o Rio e Belo Horizonte. O trem de passageiros trafegou por ali até 1979, quando, depois de uma ou duas tentativas rápidas de reativação, foi extinto. O movimento de cargueiros continua intenso até hoje, com a concessionária MRS, até a estação do Barreiro, próxima a BH, e depois com a FCA até General Carneiro, agora sim com bitola mista, métrica e larga.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Cardoso foi inaugurada em 1895. Ela é citada por Abílio Barreto em sua obra sobre a fundação de Belo Horizonte com esse nome. O nome passou a ser Arrudas, mais tarde. Já o nome Cardoso passou para uma parada num ponto próximo (ver Parada do Cardoso). Na inauguração do ramal, em 7/9/1895, "...o comboio coleava triunfalmente aclamado com entusiasmo por grupos de populares que se postavam no cimo dos morros, nas esplanadas e nos campos marginais, em toda a extensão da linha, por onde florejavam as frondes de ouro dos ipês. Em Marzagão, em Freitas, em Cardoso, tais manifestações de regozijo subiram de vulto" (p. 379). De General Carneiro à Estação Minas, os trens eram operados pelo chamado Ramal Férreo da Capital do Estado de Minas Gerais, vendido à União no

ACIMA: Localização da estação de Santa Ifigênia (centro-esquerda, no mapa), em 1936, próxima à Parada do Cardoso (Mapa de Belo Horizonte, 1936 - cortesia Alexandre Gurgel Martins).
final de 1899 e incorporado à Central do Brasil em 1/1/1900. Cardoso já estava relacionada como estação no termo de cessão ali citado (Memória Histórica da EFCB, 1908, p. 489-490). Max Vasconcellos, em 1928, e o Guia Geral de 1960 citam a estação já com o nome de Arrudas, mas inaugurada em 12/10/1914. Seria esta data uma elevação da parada a estação com a construção de um novo prédio? Não pude confirmar, mas é uma possibilidade. Segundo Max Vasconcellos, em 1928, "Arrudas é uma estação de arrabalde, movimentada e alegre, e serve ao matadouro da cidade". Por volta de 1939, a estação passou a se chamar Santa Ifigênia. A estação foi demolida nos anos 1970 e em seu lugar, ou muito próximo dela, anos mais tarde, foi construída uma estação com o mesmo nome para o metrô da cidade, o Demetrô. A partir desse mesmo ano, seu nome já não constava mais como parada dos trens nos guias. Hoje o trecho em que ela esteve tem bitola mista para ligar a estação de Belo Horizonte à do Horto Florestale a linha do Demetrô corre junto a ela.
(Fontes: Alexandre Gurgel Martins; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Comunicação, 1928; Luiz Gˇes: Bairro de Santa Tereza, sem data; Memória Histórica da EFCB, 1908; Abílio Barreto: Belo Horizonte, Memória Histórica e Descritiva - História Média, 2a edição revista, 1996; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Guias Levi, 1909-81)
     
     
     
     
Atualização: 22.10.2011
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.