A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Floresta
Mariana
Monsenhor Horta
...

Ramal de Ponte Nova - 1931
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1965
...
 
E. F. Central do Brasil (1914-1975)
RFFSA (1975-1996)
MARIANA
Município de Mariana, MG
Ramal de Ponte Nova - km 557,950 (1928)   MG-0559
Altitude: 697 m   Inauguração: 12.10.1914
Uso atual: estação de trem turístico, biblioteca e museu ferroviário (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1914
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Ponte Nova foi construído em 1887 e 1888 para, da estação de Burnier, se atingir Ouro Preto, então capital da Província, de forma que ela se ligasse com o Rio de Janeiro por via férrea. Somente mais tarde, entre 1914 e 1926, é que foi construído o trecho que chegaria até Ponte Nova. Por uma resolução da RFFSA, RI-51 de 2/6/1964, o ramal passou a ser operado pela Leopoldina. Até 1980 ainda havia trens mistos percorrendo o ramal. Atualmente o ramal da Ponte Nova está desativado, tanto para passageiros como para cargas. Seus trilhos foram praticamente todos arrancados.
 
A ESTAÇÃO: A estação da cidade histórica de Mariana foi inaugurada em 1914, quando foi aberto o prolongamento do ramal, de Ouro Preto até essa cidade. Tal teria acontecido a 12 de outubro, mas, olhando a notícia abaixo, de 24 de junho do mesmo ano, vemos que há discrepância de datas.

A estação permaneceu como ponta de linha até 1926, quando o ramal foi estendido até Ponte Nova.

Pelo menos até 1980 ainda havia movimentação de passageiros que podiam se utilizar dos trens mistos. Depois, a estação foi fechada, passou um tempo abandonada, foi reformada e finalmente em 2006 sofreu uma grande reforma para ser a estação final do trem turístico de Ouro Preto a Mariana operado pela FCA a partir de 05/05/2006 - o segundo, pois um outro trem deste tipo, o primeiro, operado pela RFFSA, operou de 1986 a 1996 utilizando primeiramente vaporeiras Baldwin e Pacific e no final diesels U13-B.

O novo trem da FCA é puxado por uma diesel (antes, era uma locomotiva a vapor Santa Fé oriunda da antiga E. F. Teresa Cristina, em SC), e com 6 carros de aço, sendo um panorâmico. O prédio da estação passou então a servir, além de estação, como biblioteca e como museu ferroviário, com sua área externa tendo expostos diversos carros ACF da antiga Central e um carro-administração da antiga Leopoldina, este servindo como restaurante.


ACIMA: No dia da inauguração do prolongamento do ramal até Mariana, desde Ouro Preto, houve um grande desastre com o trem em Mariana. Notar a diferença de datas do dia da inauguração entre a data no topo da página (Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Comunicação, 1928) e do jornal que deu a notícia acima - CLIQUE SOBRE A NOTICIA PARA VE-LA INTEIRA (A Noite, 24/6/1914).

ACIMA:
Estação de Mariana em 1922, quando da visita do Presidente da República Epitácio Pessoa (Acervo Arquivo Público Mineiro). ABAIXO: Municipio de Mariana em 1922. A linha em vermelho e diversas estações outras no ramal (Comissão Mineira do Centenário, 1922).

(Fontes: J. E. Buzelin; Rogerio Cordeiro; Henrique N. Castro; José Agenor; Carlos R. Almeida; Daniel Gentili; Carlos Missaglia; Comissão Mineira do Centenário, 1922; Arquivo Público Mineiro; Revista Ferroviária, diversos exemplares; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Comunicação, 1928)
     

A estação em 1928. Foto Max Vasconcellos

A estação em 29/12/1998. A seu lado, um trem de minério, sinal de que o ramal inteiro ainda funcionava. Foto Carlos R. Almeida

A estação de Mariana, c. 1998. Foto extraída de revista de decoração da época - nome infelizmente não anotado

Estação de Mariana, sem data. Foto Carlos Missaglia

A estação, em final de reforma pouco antes da reabertura do trecho Ouro Preto-Mariana, em 06/04/2006. Foto José E. Buzelin

Magnífico diorama da estação reformada de Mariana, parte da maquete da linha colocada na estação de Ouro Preto a partir de abril de 2006. Foto Henrique Nelson Castro, um dos construtores da mesma

A estação pronta, em 07/05/2006. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação pronta, em 07/05/2006. Foto Gutierrez L. Coelho

A estação em 2013. Foto Rogerio Cordeiro
     
Atualização: 06.01.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.