A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Dom Bosco
Rodrigo Silva
Topázios
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
E. F. Dom Pedro II (1888-1889)
E. F. Central do Brasil (1889-1975)
RFFSA (1975-1996)
RODRIGO SILVA
Município de Ouro Preto, MG
Ramal de Ponte Nova - km 520,788 (1928)   MG-0556
Altitude: 1.278 m   Inauguração: 01.01.1888
Uso atual: Centro Cultural   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Ponte Nova foi construído em 1887 e 1888 para, da estação de Burnier, se atingir Ouro Preto, então capital da Província, de forma que ela se ligasse com o Rio de Janeiro por via férrea. Somente mais tarde, entre 1914 e 1926, é que foi construído o trecho que chegaria até Ponte Nova. Por uma resolução da RFFSA, RI-51 de 2/6/1964, o ramal passou a ser operado pela Leopoldina. Por uma resolução da RFFSA, RI-51 de 2/6/1964, o ramal passou a ser operado pela Leopoldina. Até 1980 ainda havia trens mistos percorrendo o ramal. Atualmente o ramal da Ponte Nova está desativado, tanto para passageiros como para cargas. Seus trilhos foram praticamente todos arrancados.
 
A ESTAÇÃO: A estação ferroviária de Rodrigo Silva foi inaugurada em 1º de janeiro de 1888 com o nome em homenagem ao conselheiro da imperatriz, Rodrigo Augusto da Silva, com isso o distrito, que antes se chamava José Correia, devido a uma família que habitava aquela região, passou também a se chamar Rodrigo Silva.

A história do distrito está ligada à história da estação, uma vez que foram os ferroviários que o povoaram depois da instalação da estação. Eles trouxeram seus costumes e culturas, mantidos até hoje no distrito, como a banda de música, cujo nome é Sociedade Musical Santa Cecília, fundada por eles em 22/11/1901, hoje com mais de cem anos de existência.

A estação acabou sendo revitalizada com a ajuda da Fundação de Artes de Ouro Preto, e hoje abriga o "Centro Cultural Maestro José Giovani Correia de Souza" em homenagem a um maestro da nossa banda que lutou muito pela preservação do prédio da estação (Fonte: Flávio Edmundo dos Anjos).

ACIMA: Estação de Rodrigo Silva em 1918, com a chegada do trem (O Malho, 10/8/1918).

(Fontes: Marcelo Lordeiro; Renato C. Ramos; Auremar de Castro; Jonathan Sobral; Flávio Edmundo dos Anjos; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Communicação, 1928; O Estado de Minas, 2002)
     

A estação, provavelmente anos 1920. Foto cedida por Marcelo Lordeiro, Rio de Janeiro, RJ

A estação, em 12/1986. Foto Renato C. Ramos

A estação em 02/2002. Foto Auremar de Castro, do Estado de Minas

A estação, mais uma vez com cor nova, em 2006. Cessão Jonathan Sobral
   
     
     
Atualização: 21.02.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.