A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Teixeira Soares
Simplício
Porto Novo do Cunha
...

...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2012
...
 
E. F. Dom Pedro II (1871-1890)
E. F. Central do Brasil (1890-1960)
E. F. Leopoldina (1960-1975)
RFFSA (1975-1996)
SIMPLÍCIO (antiga CONCEIÇÃO)
Município de Além Paraíba, MG
Linha Auxiliar - km 228,734 (1928)   MG-3912
Altitude: 152 m   Inauguração: 02.08.1871
Uso atual: restaurada em 2015   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A chamada Linha Auxiliar foi construída pela E. F. Melhoramentos a partir de 1892 e em 1898 foi entregue o trecho entre Mangueira (onde essa linha e a do Centro se separam) e Entre Rios (Três Rios). O traçado da serra, construído em livre aderência e com poucos túneis, foi projetado por Paulo de Frontin, um dos incorporadores da estrada. Em 1903, a E. F. Melhoramentos foi incorporada à E. F. Central do Brasil e passou a se chamar Linha Auxiliar. Ferrovias foram incorporadas a ela, assim como ramais construídos, dando origem à Rede de Viação Fluminense, que tinha como tronco a Linha Auxiliar, sendo tudo gerido pela Central. Na mesma época, o ramal de Porto Novo, que saía de Entre Rios, teve a sua bitola estreitada para métrica e tornou-se a continuação da Linha Auxiliar até Porto Novo, onde se entroncava com a Leopoldina. No final dos anos 1950, este antigo ramal foi incorporado à E. F. Leopoldina e a Linha Auxiliar passou a terminar de novo em Três Rios, onde havia baldeação. A linha, entre o início e a estação de Japeri, onde se encontra com a Linha do Centro pela primeira vez, transformou-se em linha de trens de subúrbios, que operam até hoje; da mesma forma, a linha se confunde com a Linha do Centro entre as estações de Paraíba do Sul e Três Rios, onde, devido à diferença de bitolas entre as duas redes, existe bitola mista. Nos anos 60, toda a linha passou para a Leopoldina. A linha da Auxiliar teve o traçado alterado nos anos 1970 quando boa parte dela foi usada para a linha cargueira Japeri-Arará, entre Costa Barros e Japeri, ativa até hoje, bem como para trens metropolitanos entre o Centro e Costa Barros. Entre Japeri e Três Rios, entretanto, a linha está abandonada já desde 1996.
 

A ESTAÇÃO: A estação de Conceição foi inaugurada em 1871 pela E. F. Dom Pedro II no ramal de Porto Novo, reduzido em 1911 a bitola métrica e incorporado à Linha Auxiliar da EFCB.

Mais tarde teve o nome mudado para Simplício, homenagem a um fazendeiro do local, Simplicio José Ferreira da Fonseca.

Em 1928, da estação partiam duas estradas de rodagem que levavam aos distritos e povoações do município, e também à fazenda da Conceição, a 12 km dali (foi essa fazenda que deu o nome original à estação), e mais as fazendas do Rio do Peixe, Três Barras (em Minas Gerais), Lemgruber e Paraíso, no Estado do Rio.

A estação, hoje isolada de tudo e de todos, já teve um enorme armazém de café com cerca de 60 m de comprimento.

"Uma pequena fazenda no topo do morro apenas... o resto, só ruínas. No passado alí foi um povoado, que se esvaziou com o crescimento das cidades próximas. Simplicio já teve telefone, correio e até posto fiscal. Hoje, nem existe mais" (Carlos Latuff, 08/2007).

"Atualmente seu prédio de dois andares com pé direito de cada pavimento com cinco metros está em ruínas, como o de Porto Novo. Fica localizada a aproximadamente uns 20 km de Além Paraíba; o acesso é muito difícil, inicialmente por uma estrada de terra e por caminhos que são interrompidos por cercas
de arame. As fotos aqui apresentadas (abaixo) foram feitas da margem oposta do Rio Paraíba, onde também tentei atravessar, e não foi possível" (Ricardo Quinteiro de Mattos, 07/2007).

Em 2007, a ideia era que a estação fosse inundada e desaparesse sob as águas do rio Paraíba do Sul. Mas tal não aconteceu.

A estação pode ser vista da BR-393, altura aproximada do seu km 117. Foi totalmente restaurada em 2015 pela Furnas Centrais Elétricas. A estação restaurada ganhou um dístico de cada lado: um com o nome mais recente (Simplício) e outro com o nome original (Conceição).

Vídeo de 2007 mostra a dificuldade para se chegar a SimplÍcio, por Carlos Latuff: clique aqui.


1980
AO LADO:
A estação de Simplício já estava arruinada, embora bem menos, em 20 de setembro de 1980, quando o último trem para Recreio passou por ali - o "trem mineiro" (A última viagem do trem mineiro, Jornal do Brasil, 22/9/1980).
(Fontes: Carlos Latuff; Ricardo Quinteiro de Mattos; FB/Nosso Patrimônio Histórico; Max Vasconcellos: Vias Brasileiras de Comunicação, 1928; Jornal do Brasil, 1980; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação vista do outro lado do rio Paraíba do Sul (lado fluminense) em 07/2007. Fotos 1 a 4: Ricardo Quinteiro de Mattos

A estação em 08/2007. Fotos 5 a 9: Carlos Latuff

A estação restaurada em 2015. Foto FB/Nosso Patrimônio Histórico

A estação em 03/2019: de um lado, o distico mostra o nome Conceição... Foto Ricardo Raipp

A estação em 03/2019: de outro lado, o distico mostra o nome Simplicio Foto Ricardo Raipp
     
Atualização: 24.03.2019
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.