A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Cachoeiro do Itapemirim
Praça João Pessoa
Felinto Martins
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 2008
...
 
E. F. Itapemirim (1887?-1962)
PRAÇA JOÃO PESSOA
Município de Cachoeiro do Itapemirim, ES
E. F. do Itapemirim - km 55 (1948)   ES-1864
Altitude: -   Inauguração: 1887?
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolida)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Itapemirim foi construída entre 1910 e 1920, inicialmente entre a estação da Barra, no porto da Barra do Itapemirim e a Usina Paineiras, depois completada até a Praça João Pessoa, em Cachoeiro. A ferrovia derivava de um projeto mais antigo que deveria ligar o porto da Barra a Castelo e Alegre, mais ao norte. Os trechos entre Cachoeiro e Castelo e Coutinho e Rive foram construídos nos anos 1880. O primeiro se transformou na E. F. Caravelas, e parte dele (Coutinho-Castelo) mais tarde foi o ramal de Castelo da Leopoldina. A E. F. Itapemirim, uma das poucas na região a não cair nas mãos da Leopoldina, foi finalmente extinta em meados dos anos 1960, quando já se estendia até a praia de Marataízes, uma estação além da Barra.
 
A ESTAÇÃO: A estação da Praça João Pessoa era o ponto de partida para a E. F. Itapemirim, que chegava até a praia de Marataízes. Dali havia uma ligação por trilhos com a estação da Leopoldina de Cachoeiro de Itapemirim. "A estação da Itapemirim ficava a uns 200 metros da estação da Leopoldina. Enquanto essa perpassava a cidade de uma ponta a outra, a de Itapemirim chegava por outra via e não chegava a alcançá-la, embora

ficassem no mesmo plano visual. Ao chegar próximo das estações, os trilhos das duas corriam paralelo, com um desnível de 1m - o da Itapemirim era o mais alto" (América Moraes Moysés, 11/2005). "Existia uma conexão de trilhos entre a Leopoldina e a Itapemirim na altura da Praça Pedro Cuevas Junior, de tal


ACIMA: Devia haver uma estação na cidade desde 1887, quando foi aberta a E. F. do Castelo, depois ramal de Castelo da Leopoldina. Afinal, essa ferrovia foi a primeira a passar pela cidade. Teria sido esta a estação de Praça João Pessoa? Muito provavelmente sim. Essa estação teria sobrevivido, ativa, até 1962, como ponto de partida da E. F. Itapemirim, que, na prática, era uma continuação da E. F. do Castelo (A Provincia de S. Paulo, 30/8/1887).
maneira que as maquinas pequenas que ele chama de maquinas pequenas Grupo 1 . numeros 110, 111, 112 e 113 da Leopoldina, entravam nos trilhos da Itapemirim e manobragam as cargas de abacaxi eram facilmente passadas de um para outro vagão" (Gladstone Rubim, 2006). Com a desativação da ferrovia, na primeira metade dos anos 1960, a estação foi fechada e posteriormente demolida. A própria praça teve o seu nome alterado, e se chama hoje Praça Pedro Cuevas Junior.

ACIMA: A sequência de mapas mostra, à esquerda, a posição das ferrovias antigas que cortavam Cachoeiro; ao centro, as mesmas ferrovias e a variante de 1995; por fim, à direita, a variante de 1995, que foi rudo o que sobrou (Plotagem dos esquemas: Gladstone Rubim, 2006).
(Veja também a estação de Cachoeiro do Itapemirim)
     

Local onde teria sido o prédio da estação Praça João Pessoa, hoje demolido. Foto Marcos A. Farias
 
     
Atualização: 09.07.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.