A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Ribeirão Preto-nova
Jardinópolis-nova
Cel. Pereira Lima-nova
...

Variante Entroncamento-Amoroso Costa - 1980
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2007
...
 
FEPASA (1979-1998)
JARDINÓPOLIS-NOVA
Município de Jardinópolis, SP
Variante Entroncamento-Amoroso Costa - km 316,740 (1986)   SP-2178
Altitude: -   Inauguração: 10.05.1979
Uso atual: abandonada (2007)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1979
 
 
HISTORICO DA LINHA: A variante Entroncamento-Amoroso Costa foi construída e aberta pela Fepasa em 6 de fevereiro de 1979, para cargas, e em 10 de maio de 1979, para substituir o antigo ramal de Igarapava, da ex-Mogiana, passando a oeste da linha velha e com novas estações. A variante, unida ao tronco retificado da antiga Mogiana, passaram a constituir uma linha única entre Boa Vista, em Campinas, e Araguari, em Minas Gerais. O tráfego de passageiros da linha cessou em setembro de 1997.
 
A ESTAÇÃO: Com a inauguração da variante Entroncamento-Amoroso Costa, em maio de 1979, e conseqüente supressão do ramal de Igarapava, a estação de Jardinópolis-nova, inaugurada em março desse ano, passou a ser a primeira estação depois de Ribeirão Preto-nova. Está situada à margem leste da via Anhangüera, no seu km 330, "longe de qualquer lugar". Vicente

ACIMA: Fachada da estação, provavelmente anos 1980 (Foto Silvio J. Santos).
Alves Pereira
, antigo portador da estação de Cresciúma e de Jardinópolis-velha, trabalhou na estação desde seu início até 1987. Segundo ele, o embarque e desembarque de passageiros ali sempre foi muito pequeno, pois ficava longe da cidade e sem condução pública para lá. Em 2007 estava abandonada. (Veja também JARDINÓPOLIS)
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Vanderlei A. Zago; Thiago de Freitas; Leandro Quintiliano; Diario da Manhã, Ribeirão Preto, 1979; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

No dia do último trem, 10/09/1997, a estação com os últimos passageiros na plataforma. Foto Vanderlei A. Zago

Depois disso, o abandono. A estação, fechada, às margens da via Anhangüera, em 29/01/2000. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação já semi-destruída em 12/2006. Autor desconhecido
     
     
Atualização: 06.07.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.