A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Martim Afonso
Manoel da Nóbrega
Papudo
...

ramal de Juquiá-1980

IBGE-1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
Southern São Paulo Railway (1914-1927)
E. F. Sorocabana (1929-1971)
FEPASA (1971-1998)
MANOEL DA NÓBREGA
(antiga VOLTA GRANDE)
Município de Pedro de Toledo, SP
Ramal de Juquiá - km 211,139 (1986)   SP-2302
Altitude: 34 m   Inauguração: 08.11.1914
Uso atual: bar (2007)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1959
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal foi construído pelos ingleses da Southern São Paulo Railway, entre 1913 e 1915, partindo de Santos e atingindo Juquiá. Em novembro de 1927, o Governo do Estado comprou a linha e a entregou à Sorocabana, já estatal, no mês seguinte. O trecho entre Santos e Samaritá foi incorporado à Mairinque-Santos, que estava em início de construção no trecho da serra do Mar, e o restante foi transformado no ramal de Juquiá. A partir daí, novas estações foram construídas, e em 1981, o ramal foi prolongado pela Fepasa, já dona da linha desde 1971, até Cajati, para atender as fábricas de feritlizantes da região. O transporte de passageiros entre Santos e Juquiá foi suspenso em 1977 e restaurado em 1983, parando porém definitivamente em 1997. A linha seguiu ativa para trens de carga que passavam quase diariamente, transportando enxofre do porto para Cajati, até o início de 2003, quando barreiras caíram sobre a linha na região do Ribeira. O transporte foi suspenso e a concessionária Ferroban desativou a linha, que o mato cobriu rapidamente.
 
A ESTAÇÃO: A estação foi construída e inaugurada originalmente pela Southern São Paulo Railway com o nome de Volta Grande. A quilometragem original era 119,340. Mais tarde, o nome foi mudado para Manoel da Nóbrega. Um novo prédio foi entregue em 1959, muito feio e parecido com alguns outros do ramal. Era o maior dos vilarejos entre Peruíbe e Juquiá quando o trem parou em fevereiro de 1977 (voltaria em 1983 para parar de vez em 1983) (O Estado de S. Paulo, 15/2/1977). Sem passageiros para usá-lo, desde 1997 - ou desde a primeira parada do trem em 1977? - , estava em 1998 mal conservado e em completo abandono, na vila de mesmo nome. "Ao chegar em Manoel da Nóbrega para fotografar a estação, me deparei com uma senhora muito simpática, conversando com mais três amigas à sombra de uma bela árvore. Segundo D. Neide,

TRENS - Os trens de passageiros pararam nesta estação de 1914 a 1977 e de 1983 a 1997. Na foto, trem do ramal em Suarão (1956). Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1963 (Guias Levi).
seu pai ajudou a construir a estação de Manoel da Nóbrega, hoje funcionando um bar no prédio. Dona Neide Maria Ferreira Gonçalves, Coordenadora do Grupo de Artesanato de Pedro de Toledo, também citou o seu empenho em conseguir a autorização para reformar e estabelecer no prédio da estação de Pedro de Toledo o Grupo de Artesanato da cidade. Como sempre, ela reclamou sobre a burocracia para conseguir o seu objetivo" (Adriano Martins, 17/08/03). Em 2007, parece do mesmo jeito.
(Fontes: Ralph Giesbrecht: pesquisa local; Ailton Luiz Gouveia; Adriano Martins; O Estado de S. Paulo, 15/2/1977; E. F. Sorocabana: Relatórios anuais, 1920-69; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; IBGE, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Plataforma da estação em 07/1985. Foto Flávio Michelini

A estação em 19/05/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, em 08/2003. Foto Adriano Martins

A estação em 02/2007. Foto Ailton Luiz Gouveia
   
     
Atualização: 21.04.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.