A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
São José do Rio Pardo
Ribeiro do Valle
Engenheiro Gomide
...
Saída para o ramal de Guaxupé:
Doutor José Eugênio
...

ramal de Mococa - 1935

IBGE-1956
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1999
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1890-1971)
FEPASA (1971-1992)
RIBEIRO DO VALLE
Município de São José do Rio Pardo, SP
Ramal de Mococa - km 40,505   SP-2261
Altitude: 688 m   Inauguração: 02.03.1890
Uso atual: moradia   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1907
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal teve origem na Cia. Ramal Férreo do Rio Pardo, empresa particular aberta em 1884 entre Casa Branca e São José do Rio Pardo, e adquirida em junho de 1888 pela Cia. Mogiana, que a transformou no ramal de Mococa, prolongando os seus trilhos em 1890 para atingir Canoas, estação 11 km à frente de Mococa e terminal do ramal. A partir de 1903, da estação de Ribeiro do Vale passou a sair o ramal de Guaxupé, que seguia até essa cidade. Em 1961, o trecho final do ramal entre Mococa e Canoas foi extinto, e em 7/11/1966, o trecho entre Ribeiro do Vale e Mococa também o foi. O que sobrou do ramal, de Casa Branca até 1977, quando a queda de uma ponte entre S. J. Rio Pardo e Ribeiro do Valle interditaram definitivamente a linha. Em 1986 o trecho entre Casa Branca e S. J. Rio Pardo foi reativado por um curtíssimo espaço de tempo. Por volta de 1992 os trilhos foram retirados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Ribeiro do Valle, aberta em 1890, foi ampliada em 1907. Daqui saía o ramal de Guaxupé. Seu nome

homenageava uma família com terras e influência política naquela região, inclusive do lado mineiro. Foi fechada e transformada em parada em 1/8/68, depois de ter sido, dois anos antes, suprimido o ramal de Mococa. Sem ser mais ponto de bifurcação, teve trens de passageiros passando por ela até meados dos anos 1970, quando foram definitivamente suprimidos. A estação estava vazia e em mau estado, em 1986, segundo o relatório da Fepasa desse ano.
Os trilhos foram retirados por volta de 1992. Ribeiro do Valle fica bem próximo do rio Pardo, depois que a linha que vinha de São José do Rio Pardo o cruzava, por uma ponte ainda hoje existente; apenas duas ou três casas estão à sua volta, hoje, estando em terras da fazenda Tubaca, e sendo alcançada, por carro, apenas quando se cruza a área desta fazenda e se toma uma pequena estrada que segue pelo antigo leito da linha, até se atingir a estaçãozinha. Está servindo como moradia, e em estado bastante razoável de conservação. Seu nome homenageia o Conde Ribeiro do Valle, que foi Presidente da Cia. Ramal Férreo do Rio Pardo, fundada em 1884 para ligar Casa Branca a São José do Rio Pardo, ramal posteriormente adquirido pela Mogiana e que se tornou o ramal de Mococa.













À ESQUERDA: Problemas no tratamento dos bilheteiros com os clientes na estação de São José do Rio Pardo causam mais problemas em Ribeiro do Valle (O Estado de S. Paulo, 16/4/1906).

TRENS - Os trens de passageiros pararam nesta estação de 1890 a 1977. Na foto à esquerda, o trem do ramal está chegando em Itobi em 1972. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1948 e em 1968 (Guias Levi).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local, 1999; Eduardo Dias Roxo Nobre; João de Almeida Ribeiro do Valle; O Estado de S. Paulo, 1906; Cia. Mogiana: Relatórios anuais, 1880-1969; IBGE, 1959; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em 30/12/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 30/12/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 03/2009. Foto Eduardo Roxo Nobre

A estação em 03/2009. Foto Eduardo Roxo Nobre
   
     
Atualização: 25.01.2015
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.