A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Rivadávia Correa
Severino Ribeiro
Baltazar Brum
...

Mapa da linha - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...

 
V. F. Rio Grande do Sul (1924-1975)
RFFSA (1975-1994)
SEVERINO RIBEIRO
Município de Quaraí, RS
Ramal de Quaraí - km 800,712 (1960)   RS-3177
Altitude: 198 m   Inauguração: 10.08.1924
Uso atual: em ruínas (2011)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1924
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Quaraí, partindo de Alegrete, teve o seu primeiro trecho entregue ao tráfego em 1924, atingindo a estação de Severino Ribeiro. As obras somente foram retomadas em 1933, agora pelo Exército, e chegaram a João Marcelino em 1937. Em 1939 atingiram a sede do município de Quaraí, onde se fixou a estação terminal. Por volta de 1980 os trens de passageiros deixaram de circular no ramal, que somente foi oficialmente erradicado em 1994.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Severino Ribeiro foi inaugurada em 1924 (ver caixa abaixo). Seu nome homenageava Severino Ribeiro Carneiro Monteiro, morto em 1886 e bacharel em direito.

Em 1972, os guias já mostram que a parada nesta estação era facultativa, o que significa muito provavelmente que a estação já havia sido fechada.

O pátio possuía um triângulo de reversão, com a estação bem em frente ao lado reto do triângulo.

Os guias Levi ainda acusam a passagem de trens pelo ramal em 1979. Já os guias de horário da RFFSA não acusam mais esses trens em 1982. Esta foi a estação mais incrível da viagem. "Para chegar até lá com a moto de cross, nós tivemos que atravessar pelos campos, quase sem trilhas. Eu imagino isso nos anos 1920/30 quando era ponta de linha, e a gente que morava lá, o chefe da estação... Quase não há nada perto, o prédio ficava no meio de um campo de pedras. Mesmo assim havia bilheteria" (Gunnar Gil, 25/10/2011).

1924
AO LADO:
Anuncio de abertura de parte do ramal (O Estado de S. Paulo, 5/7/1924).

ACIMA: Em foto de satélite de 2009, pode-se ver os leitos já sem os trilhos do antigo triângulo de reversão e o do ramal, com a estação depredada, sem cobertura (Google Maps, envio Gunnar Gil, 10/2009). ABAIXO: A solidão se faz presente em quase todas as estações do ramal de Quaraí. Neste caso, mais ainda, pois o velho prédio está em ruínas (Foto Gunnar Gil em 25/9/2011).


ACIMA: Ponte sobre o arroio Inhanduí, entre as estações de Severino Ribeiro e de Rivadavia Correa (Foto Gunnar Gil em 25/9/2011).

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1924 a 1979. Ao lado, um destes trens está parado na estação de Quaraí, nos anos 1940, provavelmente. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre o ramal. Veja aqui horários em dezembro de 1957 (Guias Levi).
(Fontes: Gunnar Gil; IPHAE: Patrimônio Ferroviário do Rio Grande do Sul, 2002; Revista Ferroviária, 08/2000; Ariosto Borges Fortes: VFRGS, suas estações e paradas, 1962; Guias Levi, 1940-81; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Ruínas da estação em 25/9/2011. Foto Gunnar Gil

Ruínas da estação em 25/9/2011. Foto Gunnar Gil
 
     
     
Atualização: 15.11.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.