A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Eleutério
Sapucaí
Jacutinga
...

ramal de Itapira-1950
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2013
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1898-1971)
FEPASA (1971-1990)
SAPUCAÍ
Município de Jacutinga, MG
Ramal de Itapira - km 51,819 (1938); Ramal de Sapucaí - km 357,341 (1960)   MG-0613
Altitude:   Inauguração: 01.07.1898
Uso atual: abandonada (2016)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: anos 1930
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal da Penha foi inaugurado em 1882, com 20 quilômetros, até antiga Penha do Rio do Peixe (Itapira). O trecho de Itapira até Eleutério foi construído pela E. F. Sapucaí, mas encampado pela Mogiana, que não concordou com a posição de ceder sua zona privilegiada. Em 1891, o ramal, agora de Itapira, já chegava a Eleutério. Em 1898, chegou a Sapucaí, já em Minas Gerais, onde se encontrava, agora sim, com a E. F. Sapucaí. O transporte de passageiros durou até 1976, e cargas passaram até uns dez anos depois. Com a supressão da linha mineira, o ramal perdeu a função e foi desativado, tendo seus trilhos sido retirados em 1990, já abandonados.
 
A ESTAÇÃO: Era o ponto final do ramal de Itapira, e também o entroncamento do ramal com a E.F. Sapucaí, depois Rede Mineira de Viação (RMV), encampada depois pela RFFSA. Fica a menos de um quilômetro da divisa São Paulo-Minas, já em Minas Gerais. A estação de Sapucaí foi inaugurada pela E. F. Sapucaí em 01/07/1898, depois de construída às pressas - a construção havia começado em abril - porque a Mogiana não autorizaria o tráfego nos 3 km entre a ponte sobre o rio Eleutéio e a sua estação do mesmo nome, enquanto a Cia. Sapucaí não construísse a estação no ponto em que as linhas das duas ferrovias se juntassem.

Aberta a estação, em 1/8, um mês depois, a Mogiana autorizou o tráfego. A estação passou a servir às duas estradas, tendo, porém, compartimentos independentes. A Mogiana pagava à E. F. Sapucaí um aluguel mensal de 80$000 pelo uso da estação, escritório, armazém e cômodos de moradia, e pelo uso dos desvios e girador. Ali se fazia a baldeação de um trem para outrro, cada um de uma empresa (A estrada de Ferro Sul de Minas, 1894-1934, de Vasco de Castro Lima).

Estava em 2013 totalmente abandonada, ocupada externamente pelo mato e entulho e por famílias que nela moram. É muito bonita, sendo um prédio de arquitetura diferenciada. A seu lado, uma pequena vila, a cerca de duzentos metros à esquerda da estrada que liga Itapira a Jacutinga, em Minas, e pode ser vista da estrada.

A impressão é de
que tenha sido construída nos anos 1930, substituindo o prédio original. O prédio está hoje na mão de particulares (ver box abaixo).

ACIMA: A estação em festa, nos anos 1970 (Foto Rubens Inacio).

ACIMA: A estação ainda com um trem da RFFSA estacionado à sua porta... provavelmente anos 1980 (Acervo Renato Libeck). ABAIXO: Estação e armazém de Sapucaí, em 2010 (http://www.panoramio.com/photo/ 24017159).

Aconteceu!!! A antiga Estação Ferroviária localizada no Distrito de Sapucaí foi a leilão. Tendo como lance mínimo o valor de R$ 31.400.00, o imóvel histórico que mede 10.745.00 m² foi oferecido ao município, que não demonstrou nenhum interesse em sua aquisição. O imóvel acabou sendo arrematado por particulares. Na Câmara Municipal, o vereador Marcelo de Paulo falou sobre o leilão realizado na cidade de Betim (MG). “O que chama a atenção é que infelizmente nós já perdemos esse terreno, essa estação. A Prefeitura foi notificada para participar, dar um lance. Infelizmente foi enviado um ofício da Prefeitura à União e à Caixa, dizendo que não interessava nem de graça”, disse o vereador, que também comentou que local poderia abrigar o museu referente à Revolução Constitucionalista de 1932, que teve batalhas travadas na localidade

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de - a - . Veja aqui horários em 19-- (Guias Levi).
AO LADO: Extraído de www.imprensade jacutinga.com.br, 15/7/2010.
ACIMA: Na frente da devastado prédio da estação de Sapucaí, em 24 de maio de 2011, ainda estão sustentados a placa da estação da época da ferrovia e mais algumas propagandas que remontam a pelo menos vinte anos atrás... (Foto João Carlos Reis Pinto).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; João Carlos Reis Pinto; Nilson Rodrigues; Renato Libeck; Alberto del Bianco; Carlos Rabello; http://www.panoramio.com; www.imprensade jacutinga.com.br, 15/7/2010; Vasco de Castro Lima: A Estrada de Ferro do Sul de Minas - 1º cinquentenário 1884-1934; Mogiana: álbum, 1910; Mogiana: relatórios anuais, 1875-1969; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação original de Sapucaí, c.1908. Álbum da Mogiana

A estação, em 1934, com o trem da RMV. Foto do livro "A Estrada de Ferro do Sul de Minas - 1º cinquentenário 1884-1934" acervo Carlos Rabello, Cruzeiro, SP

A estação ainda ativa, em 1979. Foto Alberto del Bianco

A estação em 1997. Foto Nilson Rodrigues

A estação de Sapucaí, no abandono, em 18/03/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação de Sapucaí, no abandono, em 18/03/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 2010, lado da plataforma. Foto panoramio (site citado acima nas fontes).
   
     
Atualização: 11.11.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.