...
João Pessoa
Joinville
Araquari
...

IBGE - 1960
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2013
...
 
C. E. F. São Paulo-Rio Grande (1906-1942)
Rede de Viação Paraná-Santa Catarina (1942-1975)
RFFSA (1975-1996)
JOINVILLE
Município de Joinville, SC
Linha de S. Francisco - km 40,358 (1936)   SC-1292
Altitude: 6 m   Inauguração: 08.08.1906
Uso atual: centro cultural (2013)   com trilhos
Data de abertura do prédio atual: 1906
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha do São Francisco teve o primeiro trecho entregue pela E. F. São Paulo-Rio Grande em 1906, ligando o porto de São Francisco (hoje do Sul) a Joinville. Em 1910, a linha foi prolongada até Hansa (Corupá), em 1913 até Tres Barras, e finalmente em 1917 atinge Porto União da Vitória, de onde deveria continuar até atingir Foa do Iguaçu, Este último trecho jamais foi construído. A linha se entronca com o Tronco Sul em Mafra e com a antiga Itararé-Uruguai em Porto União da Vitória. O último trem de passageiros, na verdade uma litorina diária, passou pelo trecho entre Corupá e São Francisco do Sul em janeiro de 1991. O trem misto que servia à linha já não existia desde 1985. Depois disso, apenas alguns trens a vapor turísticos da ABPF têm percorrido a linha, principalmente na região de Rio Negrinho. O trecho entre Mafra e Porto União esteve durante anos abandonado, tendo sido recuperado durante o ano de 2004, mas continua com o tráfego muito escasso. Já o trecho entre Mafra e São Francisco tem grande movimento de cargueiros da concessionária ALL.
 
HISTÓRICO DA ESTAÇÃO: A estação de Joinville foi construída junto à cidade, segundo contam, por exigência da própria cidade. Por isso a linha faz uma grande curva para o norte e depois retorma o sul no sentido de São Francisco do Sul. A inauguração da estação ocorreu em 1906, (uns dão a data de 29 de julho, outros de 8 de agosto) quando o trecho Joinville-São Francisco do Sul foi terminado, tendo sido posto em operação apenas em 1909, quando o trecho foi prolongado até Hansa (hoje Corupá). A RVPSC dava como data oficial de inauguração o dia 01.06.1910. Em 1917, o prédio foi ampliado. Depois de mais de noventa anos de serviços à cidade, até 1996, quando foi fechada pela RFFSA, a estação, em estilo enxaimel alemão, foi abandonada, com as composições da ALL, atual concessionária que utiliza a linha, passando de/para o porto de São Francisco do Sul. Em 1999, foi comprada pela prefeitura municipal e transformada em "ícone turístico". O prédio da estação esteve totalmente abandonado, servindo como moradia de mendigos, traficantes, pombos e cupins por muito anos, mas no final de 2003 começou a ser finalmente restaurado. Ao seu lado, o armazém de cargas, construído em 1947, abrigava o Museu da Bicicleta. O antigo armazém de 1910 era de madeira e não existe mais. No pátio ainda existiam outros prédios e casas, com diversos usos, muitos irregulares (Informações de Nivaldo Klein em 2003/4). No final de 2004 a restauração continuava em andamento e o prédio da estação estava cercado com tapumes. No armazém de cargas, parte do teto de madeira havia desabado. Um jornal da cidade, de 08/02/2006, entretanto, mostrava que as obras estavam paradas: "Quem passa pela frente da Estação Ferroviária de Joinville, que completa seu centenário de inauguração este ano, constata um cenário de abandono. Paredes estão pichadas e o mato toma conta do entorno do antigo prédio. Placas indicam investimentos de recursos municipais e federais. Os dizeres informam que o local será de lazer, com muita música, gastronomia e entretenimento, salas para oficinas, auditório, midiateca e café-bistrô e, assim, tornar-se um novo ponto de encontro de músicos e da população. No entanto, a Prefeitura informa que as obras no local continuam". Em abril de 2008, a Prefeitura enviou para este site o seguinte e-mail: "Informamos que a Estação Ferroviária de Joinville acaba de ser reformada pela Prefeitura Municipal de Joinville por intermédio da Fundação Cultural de Joinville e do BNDES, sendo entregue à comunidade nesta data. Jeferson S. Damasio - Gabinete do Prefeito - Prefeitura Municipal de Joinville". Em 2013 o aspecto do prédio era bom e funcionava da mesma forma que em 2008.

ACIMA: A primitiva estação ainda sem as ampliações seguintes (Autor desconhecido).
Joinville é a terra natal de minha avó, Rosina Klein (1902-1994). Em 30 de dezembro de 1856, ali chegou o imigrante Wilhelm Klein, bisavô de Rosina, nascido na Renânia alemã, procedente do porto de Hamburg. Rosina casou-se em 1920 com o paulista de Jaguariúna, Hugo Giesbrecht, e mudou-se para Ponta Grossa, no Paraná, de onde, em janeiro de 1934, mudaram-se para a cidade de São Paulo, onde viveram até o fim de suas vidas. Suas irmãs continuaram morando em Joinville até falecerem. (do autor do site)

ACIMA: Bilheteria da estação ferroviária de Joinville, hoje desativada, mas que foi mantida no local. De madeira, é uma peça belíssima (Foto Edivaldo em 1/2011).

ACIMA: Mapa (parcial) da cidade de Joinville, da parte sul, por onde passa a linha de São Francisco, de oeste a sudeste. A estação está à esquerda, entre a avenida Getúlio Vargas e rua São Paulo. Notar que logo dali sai um desvio industrial para o norte. Este alimentava a fábrica da Moinhos Santista e o porto fluvial de Joinville. Hoje, um pouco ao norte do que o mapa abarnge, um estádio de futebol ocupa o terreno por onde passava o desvio, já desativado há anos (Listel/Publicar, Joinville e Região, 2009-2010). ABAIXO: O moinho do bairro Bucarein com o desvio da Santista, visto no mapa acima e não mais existente (nem o moinho nem o desvio) (Autor e data desconhecidos).

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1906 a 1991. Ao lado, litorina que andou no trecho Mafra-São Francisco do Sul. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1948 (Guias Levi).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Nivaldo Klein; Hermes Y. Hinuy; Milton Ribeiro; Prefeitura Municipal de Joinville; Listel/Publicar, Joinville e Região, 2009-10; RVPSC: Relatórios anuais, 1920-60; RVPSC: Guia, 1936; IBGE, 1960; Mapa - R. M. Giesbrecht)
     

A estação em construção, em 1906...

...e na inauguração, a 08/08 desse ano. Fotos cedidas por Nivaldo Klein

A estação em 1907. Foto de cartão postal, cedida por Nivaldo Klein

A estação, sem data. Foto de cartão postal, cedida por Nivaldo Klein

Pátio da estação, em 1995. Autor desconhecido

Fachada da estação de Joinville em 24/04/2002. Foto Hermes Y. Hinuy

Plataforma da estação de Joinville em 24/04/2002. Foto Hermes Y. Hinuy

A estação, depois da reforma. Foto Milton Ribeiro, em 8/6/2008

A estação em 2013. Foto Ralph M. Giesbrecht
     
Atualização: 18.05.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.