...
Santa Leocádia
Paula Pereira
Taunay
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
C. E. F. São Paulo-Rio Grande (1917-1942)
Rede de Viação Paraná-Santa Catarina (1942-1975)
RFFSA (1975-1996)
PAULA PEREIRA (antiga LAGOA)
Município de Canoinhas, SC
Linha de S. Francisco - km 391,594 (1936)   SC-2471
Altitude: 765,500 m   Inauguração: 17.09.1917
Uso atual: demolida   com trilhos
Data de abertura do prédio atual: 1921 (já demolido)
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha do São Francisco teve o primeiro trecho entregue pela E. F. São Paulo-Rio Grande em 1906, ligando o porto de São Francisco (hoje do Sul) a Joinville. Em 1910, a linha foi prolongada até Hansa (Corupá), em 1913 até Tres Barras, e finalmente em 1917 atinge Porto União da Vitória, de onde deveria continuar até atingir Foa do Iguaçu, Este último trecho jamais foi construído. A linha se entronca com o Tronco Sul em Mafra e com a antiga Itararé-Uruguai em Porto União da Vitória. O último trem de passageiros, na verdade uma litorina diária, passou pelo trecho entre Corupá e São Francisco do Sul em janeiro de 1991. O trem misto que servia à linha já não existia desde 1985. Depois disso, apenas alguns trens a vapor turísticos da ABPF têm percorrido a linha, principalmente na região de Rio Negrinho. O trecho entre Mafra e Porto União esteve durante anos abandonado, tendo sido recuperado durante o ano de 2004, mas continua com o tráfego muito escasso. Já o trecho entre Mafra e São Francisco tem grande movimento de cargueiros da concessionária ALL.
 
HISTÓRICO DA ESTAÇÃO: A estação foi inaugurada com o nome de Lagoa, em 1917.

Já em 1919, foi fundada ali a Escola Mista Estadual de Lagoa do Norte. Antes disso, o polonês Adolfo Postol já lecionava em sua casa.

O distrito de Lagoa do Norte, por sua vez, foi instalado em 28/5/1921, mesmo ano em que foi terminado o prédio da estação (Aviso 132-E de 03/1921), como "estação de 3a classe".

Do outro lado do rio Iguaçu em relação à estação, em 1924, existia um posto fiscal da Coletoria Paranaense, de nome "Posto Fiscal de Potinga". Tanto o posto quanto a estação ficavam muito próximos à foz do rio Negro no rio Iguaçu, ou seja, a partir daqui, no sentido Mafra, a linha passa a acompanhar o rio Negro e não mais o Iguaçu.

Esta estação, junto com mais cinco da linha e sucessivas a esta, foi invadida durante as escaramuças do Coronel Fabrício e seus bandoleiros, que queriam a criação do Estado do Iguaçu, compreendendo a zona do antigo Contestado, em 1927 e 1928.

Nos anos 1940, seu nome foi alterado para o atual, homenageando Francisco de Paula Pereira, primeiro morador da cidade de Canoinhas e seu fundador. Paula Pereira é um distrito, mas da estação só restou a plataforma. "A parte interessante nesse trecho, já que a estação foi demolida, é a caixa d'agua, muito bonita, e com um detalhe interessante: o bocal de enchimento das locomotivas ficava distante da caixa. Esse bocal, em ferro fundido, foi fabricado na Inglaterra. Veja (foto no pé da página) que ele está bem depois da caixa" (Nilson Rodrigues, 11/2006).

O povoado ainda é habitado por várias famílias, pois à margem da ferrovia, algumas centenas de metros adiante no sentido de Mafra, funciona a Cerâmica Santa Terezinha. Um desvio de mais ou menos 500 m levava os trilhos do ramal à cerâmica. Hoje isso não existe mais. É um ponto de casas de pesca, junto ao rio Iguaçu e do ponto onde se faz a travessia por balsa para o município de São Mateus do Sul, no Paraná.


ACIMA: Mapa da parte norte do município de Canoinhas, onde se encontravam todas as estações da linha do São Francisco. A de Paula Pereira está mais ao norte, já junto ao rio Iguaçu e da Volta Grande, local onde o rio fazia uma volta de quase 360 graus. Notar que o mapa ainda incluía o distrito de Três Barras, mais tarde elevado a município (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, vol. XI, 1960, p. 233). ABAIXO: Localização do posto fiscal do Potinga, entre a "Volta Grande" e a foz do rio Potinga no rio Iguaçu, em 1924. A linha, em preto, está no Estado de Santa Catarina e Lagoa é a estação de Paula Pereira (Relatório da Secretaria Geral do Estado do Paraná, 1923-24).

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1917 a 1983. Ao lado, passagem do trem na época da RFFSA. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1948 (Guias Levi).
(Fontes: Nilson Rodrigues; Miguel Romaniv; Roger Parellada Brandt; Luiz Marcelo da Silva; RVPSC: Relatórios oficiais, 1920-56; RVPSC: Horário dos Trens de Passageiros e Cargas, 1936; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1960; Fernando Tokarski: Cronografia do Contestado, sem data; Secretaria Geral do Estado do Paraná: Relatório, 1923-24; www.portaldecanoinhas.com.br; Guias Levi, 1932-80)
     

A estação nos anos 1980. Foto Miguel Romaniv

Plataforma da estação de Paula Pereira, em 06/2003. Foto Roger Parellada Brandt

A caixa d'água e o bico de enchimento separado, em 2/11/2006. Foto Nilson Rodrigues

A plataforma, vista do outro lado, em 2/11/2006. Foto Nilson Rodrigues
   
     
     
Atualização: 04.04.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.