A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1882-1959)
Coronel José Egídio
Tambaú
Faveiro
...

Tronco CM - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2003
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1887-1959)
TAMBAÚ
Município de Tambaú, SP
Linha-tronco original - km 206,046   SP-2896
Altitude: 697 m   Inauguração: 08.10.1887
Uso atual: Prefeitura (2019)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha-tronco da Mogiana teve o primeiro trecho inaugurado em 1875, tendo chegado até o seu ponto final em 1886, na altura da estação de Entroncamento, que somente foi aberta ali em 1900. Inúmeras retificações foram feitas desde então, tornando o leito da linha atual diferente do original em praticamente toda a sua extensão. Em 1926, 1929, 1951, 1960, 1964, 1971, 1973 e 1979 foram feitas as modificações mais significativas, que tiraram velhas estações da linha e colocaram novas versões nos trechos retificados. A partir de 1971 a linha passou a ser parte da Fepasa. No final de 1997, os trens de passageiros deixaram de circular pela linha.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Tambaú foi aberta em 1887. A cidade havia sido, diz a história, fundada em 1886, em terras da fazenda "Arrependido".

A estação teve o prédio ampliado em 1910. Notar que originalmente o prédio tinha um anexo com 2 andares. Em 1910, após a ampliação, perdeu o anexo ou, no mínimo, o segundo andar.

Funcionou como estação até 1959, quando a variante Lagoa-Tambaú ficou
pronta. A nova estação da cidade foi construída então fora da área urbana, ao norte da cidade (Tambaú- nova) com a linha tendo sido, obviamente, transferida para lá.

"Você precisaria ouvir as histórias que eu e o José Flávio ouvimos há alguns meses atrás, contadas por um senhor de Mogi-Guaçu, de nome José Carecio, maquinista aposentado da Mogiana da época do vapor. Ele contou exatamente o que foi Tambaú e a Mogiana na época do saudoso Padre Donizete... só para sintetizar, na falta total de carros de passageiros, devido ao grande afluxo de pessoas à cidade, os vagões-prancha eram adaptados com bancos de jardim. Os comboios eram enormes, as locomotivas quase não conseguiam subir a serra. Imagine como deve ter sido dura a vida do pessoal da Mogiana nessa época" (Nilson Rodrigues, 05/2003).

Em 2019, o prédio era ocupado pela Prefeitura Municipal.

(Veja também TAMBAÚ-NOVA)

1891
À ESQUERDA: Acidente em Tambaú atrasa o trem para Campinas (O Estado de S. Paulo, 24/11/1891).

ACIMA: Provavelmente junto à estação da cidade, a Cerâmica Tambaú estava ao lado da linha em 1922 (teria desvios internos?). Notar a linha com pelo menos um desvio, indicando que esse era o pátio da estação (Acervo Ralph Mennucci Giesbrecht).
ACIMA: Em 1945, a cidade de Tambaú queria os trens da Paulista (Folha da Manhã, 23/6/1945).

ACIMA: Acidente próximo à estação de Tambaú em 1947 - CLIQUE SOBRE A FIGURA PARA VER A REPORTAGEM INTEIRA (O Estado de S. Paulo, 12/10/1947).
ACIMA: Em 1970, podemos ver no mapa as três linhas que existiam: uma vinha do sul do mapa, passava por dentro da cidade de Tambaú e se encontrava fora da cidade com a variante Lagoa-Tambaú, pronta desde o ano de 1959 e que aparece vindo do canto direito superior do mapa. Ela seguia então para o canto esquerdo superior no mapa e ali estava ainda em operação; logo ao sul dela, a variante Tambaú-Bento Quirino, ainda em construção para ser entregue em 1971. A estação de Tambaú-nova aparece ao norte da cidade e também funcionava desde 1959. Já a estação velha, dentro da cidade e junto à linha da Mogiana já abandonada e já não funcionava como tal (IBGE).

ACIMA: Casa de turma da ferrovia em 2019, recém reformada pela Prefeitura de Tambaú (Foto Luiz C. V. Lopes).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Edamon Saursad; Nilson Rodrigues; Douglas Alexandre Bulhões; Humberto Alvarenga Jr.; Hermes Y. Hinuy; Wanderley Duck; Folha da Manhã, 1945; O Estado de S. Paulo, 1891, 1947; E. F. Mogiana: relatórios anuais, 1875-69; E. F. Mogiana: Album, 1910; E. F. Mogiana: listagem oficial de estações, 1937; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Tambaú, início do século 20. Autor desconhecido

A estação, em 1910. Foto do Álbum da Mogiana

A estação por volta de 1910. Foto do Álbum da Mogiana. Acervo Douglas Alexandre Bulhões e Humberto Alvarenga Jr.

A estação em atividade, talvez anos 1930. Foto cedida por Hermes Y. Hinuy

A estação de Tambaú, como escritório, em 24/05/1999. Foto Ralph M. Giesbrecht

A antiga estação em 17/04/2002. Foto Hermes Y. Hinuy

A estação em 15/12/2013. Foto Carlos R. Almeida

Estação e plataforma em 20/03/2019. Foto Humberto Viola
 
     
Atualização: 15.07.2019
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.