A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Índice de estações
...
Santa Terezinha
Crateús
Poti
...
Saída para o ramal de Independência (1960): Adão
...

Linha Norte - 1950
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: N/D
...
 
Rede de Viação Cearense (1912-1975)
RFFSA (1975-1997)
CFN (1997-2014)
CRATEÚS
Município de Crateús, CE
Linha Norte - km 442,158 (1960)   CE-3159
Altitude: 275 m   Inauguração: 12.12.1912
Uso atual: estação da CFN   com trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d
 
 
HISTORICO DA LINHA: A origem da linha Norte foi o trecho da E. F. de Sobral que ligava Sobral a Ipu (havia o trecho inicial, de Camocim a Sobral, que virou ramal). Em 1909, toda a E. F. de Sobral (Camocim-Ipu) foi juntado com a E. F. de Baturité para se criar a Rede de Viação Cearense, imediatamente arrendada à South American Railway. Em 1915, a RVC passa à administração federal. A linha da antiga E. F. de Sobral chega a seu ponto máximo em Oiticica, na divisa com o Piauí, em 1932, dezoito anos antes de Sobral ser unida a Fortaleza pela E. F. de Itapipoca (1950). Esses dois trechos passam então a constituir a linha Norte. Em 1957 passa a ser uma das subsidiárias formadoras da RFFSA e em 1975 é absorvida operacionalmente por esta. Em 1996 é arrendada juntamente com a malha ferroviária do Nordeste à Cia. Ferroviária do Nordeste (RFN). Trens de passageiros percorreram a linha Norte até o dia 12 de dezembro de 1988, sobrando depois disso apenas cargueiros e trens metropolitanos no trecho Fortaleza-Boqueirão.
 
A ESTAÇÃO: A antiga Piranhas e também Príncipe Imperial, vila fundada ainda no século XVIII por gente que ouviu da andanças do bandeirante de Santana de Parnaíba, na então Capitania de São Paulo, pela região, tornou-se a atual Crateús, em 1889. Já município, torna-se cidade, um título honorífico apenas na Velha República em 1911, um ano antes da chegada dos trilhos. "A construção da estrada de ferro representou na vila municipal um marco de progresso. Partindo de Camocim, a ferrovia atingiu a cidade de Crateús em 1912, inaugurando-se a estação a 12 de dezembro. Outras estações construíram-se no município: Poti

TRENS - Os trens de passageiros pararam nesta estação de 1912 a 1988. Na foto, trem Fortaleza-Crateús em Amanaiara (1956). Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1954 (Guias Levi).

ACIMA: Pátio de Crateus (Autor e data desconhecidos).
(1916), Ibiapaba (1918) e Oiticica (1932)
" (Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVI, IBGE, 1959). Com a união desta com a linha vinda de Fortaleza em 1950, passou a ser parte da linha Fortaleza-Crateús. Da estação de Crateús estava prevista sair uma linha de ligação com a estação de Senador Pompeu, na linha Sul, que, embora tenha sido construída até a cidade de Independência nos anos 1950, jamais entrou em operação e teve os trilhos retirados. Mais um dos absurdos que se fez com dinheiro do governo. Hoje a estação de Crateús é uma estação operacional da CFN, atual concessionária da linha.
(Fontes: Tarcisio __; Coaraci Camargo; Itamar Lima; Carlos Alberto Martins da Matta; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1959; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

Estação de Crateús, c. 1957. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, vol. XVI, IBGE, 1959

A estação de Crateús em 2003. Foto Tarcisio

A estação de Crateús em 2003. Foto Tarcisio

Fachada da estação em 2005. Foto Itamar Lima

A estação em 2005. Foto Carlos Alberto Martins da Matta
 
     
Atualização: 20.03.2014
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.