A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Estações de Minas Gerais
...
RMV - Linha da Barra
...
Barbosa Gonçalves
Santa Rita do Jacutinga-EFCB
Santa Rita do Jacutinga-RMV
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2012
...
 
E. F. Central do Brasil (1918-1970)

SANTA RITA DO JACUTINGA
(EFCB)
Município de Santa Rita do Jacutinga, MG
Ramal de Jacutinga - km 258,409 (1928)   MG-0155
Altitude: 541 m   Inauguração: 1918 (EFCB)
Uso atual: estação rodoviária (2014)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1924
 
 
HISTORICO DA LINHA: O Ramal de Jacutinga teve a sua origem na Cia. E. F. União Valenciana, aberta em 1871 e que ligava Valença a Desengano (Juparanã). Em 1880, foi prolongada até Rio Preto. Somente em 1910, com a criação da Rede Viação Fluminense, da Linha Auxiliar encampada pela EFCB, foi que se abriu um ramal unindo Governador Portella a Barão de Vassouras e daí se fez a bitola mista, pela linha do Centro, até Desengano, unindo-se Portella a Rio Preto, ao mesmo tempo em que se prolongava a linha até Santa Rita do Jacutinga, na Rede Sul-Mineira, onde a ela se ligou em 1918. Para que tudo isso se concretizasse foi necessário também a redução de bitola da antiga Valenciana de 1m10 para métrica. Por volta de 1965, o trecho entre Portella e Barão de Vassouras foi entregue à Leopoldina, enquanto o trecho restante continuou com a Central. Mas de 1971 a 1973 os dois trechos foram extintos e os trilhos retirados.
 
A ESTAÇÃO: Em Santa Rita do Jacutinga, até os anos 1940 apenas Santa Rita, havia, pelo menos a partir de 1924, e até a desativação das linhas em 1970, duas estações: a mais antiga e mais simples, inaugurada em 1893, era da Linha da Barra, da Rede Mineira de Viação; a mais nova - de 1918, justamente - da Linha Auxiliar (Rede de Viação Fluminense) - da EFCB.

Na verdade, o prédio atual da antiga Central foi inaugurado em maio de 1924 por Carvalho Araújo, diretor da ferrovia. Haveria outro antes ou a Central estava utilizando as instalações da Sul-Mineira (ainda não era RMV) na época?

Os dois prédios, que distam cerca de 50 metros um do outro, ainda existem por ali. Município criado em 1943, Santa Rita do Jacutinga, que tinha duas linhas férreas, hoje não tem nenhuma e os dois acessos rodoviários para ela permaneceram sem pavimentação até por volta de 2008. Hoje é possível chegar por asfalto a ela vindo de Minas. Após a cidade, os 6 km que a ligam com o Estado do Rio, cruzando o rio Preto, seguem sendo em terra. Em 2012, quando lá estive, o acesso por Minas já estava asfaltado. O acesso pelo Rio de Janeiro, no entanto, ainda era em terra.

(Veja também SANTA RITA DO JACUTINGA - RMV)

1920
AO LADO: RSM e EFCB discutem a construção de uma estação somente para a Central em Santa Rita de Jacutinga (O Estado de S. Paulo, 10/4/1920).

1923
AO LADO: Os requeijões de Santa Rita de Jacutinga (O Estado de S. Paulo, 21/6/1923).

1924
AO LADO: Inauguração do novo prédio da estação da Central em Santa Rita, em 22 de maio de 1924 (O Estado de S. Paulo, 22/5/1924).


ACIMA: Locomotiva a vapor da Central do Brasil em Santa Rita do Jacutinga, provavelmente anos 1930 (Autor desconhecido). ABAIXO: Em primeiro plano, ponte da linha da RMV em Jacutinga. Ao fundo, túnel da linha da EFCB para a mesma cidade (Foto Hugo Caramuru em 9/8/2014).

ACIMA: Estação da EFCB em Santa Rita de Jacutinga, com uma composição vinda de Valença, com a locomotiva ALCO numero 1191 - entre os anos de 1969 e 1970 (Foto: acervo Museu Ferroviário de Valença). ABAIXO: Duas fotografias atuais (novembro de 2010) da ponte ferroviária sobre o rio Preto, que divide o Rio de Janeiro de Minas Gerais (Fotos Eliane Batagni).



ACIMA: A estação de Santa Rita de Jacutinga da EFCB é vista aqui ao fundo, no centro da foto (CLIQUE PARA AMPLIAR), tomada a partir da plataforma da estação da RMV (Foto Ralph M. Giesbrecht, 29/9/2012). ABAIXO: Boca do túnel de Santa Rita de Jacutinga em 2015 (Autor desconhecido).

TRENS - De acordo com os guias de horários, os trens de passageiros - pararam nesta estação somente de 1924 a 1970. Ao lado, um destes trens na estação de Santa Rita do Jacutinga, por volta de 1969. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em janeiro de 1964 (Guias Levi).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Lucas Cortopassi; Eliane Batagni; Marco Antonio Silvestre; Ronan P. Amaral; Jorge A. Ferreira; O Estado de S. Paulo, 1923 e 1924; IBGE: Enciclopedia dos Municipios Brasileiros, vol. XVII, 1959; acervo Museu Ferroviário de Valença; Max Vasconcellos, Vias Brasileiras de Comunicação, 1928; Brazil Ferrocarril nro. 349, 5/6/1924, p. 638)
     

A estação em foto publicada pela Enciclopedia dos Municipios Brasileiros, vol. XVII, em 1959

Estação da EFCB, em 2002. Foto Ronan P. Amaral

Estação da EFCB, em 2002. É hoje a estação rodoviária da cidade. Foto Ronan P. Amaral

A estação de Santa Rita da EFCB em 8/2011. Foto Lucas Cortopassi

Detalhe da fachada da estação. Foto Ralph M. Giesbrecht em 29/9/2012
 
     
Atualização: 15.09.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.