A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Miranda Azevedo
Itatinga
...

Tronco EFS - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1999
...

 
E. F. Sorocabana (1953-1971)
FEPASA (1971-1998)
ITATINGA-RAMAL
Município de Itatinga, SP
Ramal de Itatinga - km 357,041 (1924); km 344,209 (1931) (*)
  SP-2070
Altitude: 761 m   Inauguração: 1914
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1914 (já demolido)
(*) As quilometragens foram alteradas em 1928, devido às retificações feitas entre São Paulo e Iperó neste ano
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Itatinga foi inaugurado em 1908, saindo da estação de Miranda Azevedo (velha, no tronco original da Sorocabana) e chegando a Itatinga com 13 km e apenas uma estação. Com a desativação do tronco original da Sorocabana em 1953, o ramal foi extinto e uma nova estação para Itatinga foi construída na nova linha-tronco (variante Botucatu-Avaré).
 
A ESTAÇÃO: A estação de Itatinga foi inaugurada em 1908 como estação terminal do curto ramal de Itatinga, com apenas 13 km de extensão. Em 01/09/1953, com a modificação do traçado da linha-tronco, entre Rubião Jr. e Juca Novais, uma nova estação foi construída e passou a fazer parte do tronco. A velha estação, sem serventia, foi demolida. Stenio Gimenez diz, em 18/03/2005, que "segundo meu pai, o cemitério ficava atrás da estação, ambos na parte alta da cidade. O armazém ainda está de pé, inclusive servindo até hoje como centro comunitário municipal. A estação foi para o chão. Tem mais: as locos que faziam o ramal eram a de nº 14 e 18 EFS (4-4-0) e o trem partia de Botucatu". (Veja também ITATINGA-NOVA)

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1926 - Extensão dos desvios para 300 m


ACIMA: mapa mostrando a linha nova e a velha da Sorocabana na região de Botucatu e de Avaré. Por ele dá para se ter uma idéia de como Itatinga acabou fazendo parte da linha-troncoS. A linha nova (estilizada, pois não mostra todas suas curvas) é a que está com barras (Acervo Ralph M. Giesbrecht). ABAIXO: Mapa do ramal entre Miranda Azevedo e Itatinga, em 1945 (Mapa do IGGESP, Acervo Ralph Mennucci Giesbrecht).
(Fontes: José David de Castro; Daniel Gentili; Acervo Adriana Franzolin; Stenio Gimenez; IGGESP; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em seus últimos dias, anos 1950. À direita o trenzinho que fazia o ramal. Foto cedida por José David de Castro


A estação de Itatinga do ramal. Acervo Adriana Franzolin. Sem data

 
   
     
Atualização: 26.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.