A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Miranda Azevedo
Itatinga
...

Tronco EFS - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1999
...

 
E. F. Sorocabana (1953-1971)
FEPASA (1971-1998)
ITATINGA-RAMAL
Município de Itatinga, SP
Ramal de Itatinga - km 357,041 (1924); km 344,209 (1931) (*)
  SP-2070
Altitude: 761 m   Inauguração: 14.02.1914
Uso atual: demolida   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: n/d (já demolido)
(*) As quilometragens foram alteradas em 1928, devido às retificações feitas entre São Paulo e Iperó neste ano
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Itatinga foi inaugurado em 1914, saindo da estação de Miranda Azevedo (velha, no tronco original da Sorocabana) e chegando a Itatinga com 13 km e apenas uma estação. Com a desativação do tronco original da Sorocabana em 1953, o ramal foi extinto e uma nova estação para Itatinga foi construída na nova linha-tronco (variante Botucatu-Avaré).
 
A ESTAÇÃO: A estação de Itatinga foi inaugurada com um prédio provisório em 1914 como estação terminal do curto ramal de Itatinga, com apenas 13 km de extensão. Um novo prédio de alvenaria foi erigido depois, mas sem data conhecida.

Em 01/09/1953, com a modificação do traçado da linha-tronco, entre Rubião Jr. e Juca Novais, uma nova estação foi construída e passou a fazer parte do tronco.

A velha estação, sem serventia, foi demolida.

Stenio Gimenez
diz, em 18/03/2005, que "segundo meu pai, o cemitério ficava atrás da estação, ambos na parte alta da cidade. O armazém ainda está de pé, inclusive servindo até hoje como centro comunitário municipal. A estação foi para o chão. Tem mais: as locos que faziam o ramal eram a de nº 14 e 18 EFS (4-4-0) e o trem partia de Botucatu".

(Veja também ITATINGA-NOVA)

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: 1926 - Extensão dos desvios para 300 m

AO LADO: Anuncio da abertura da estação de Itatinga, agora ponta de ramal (O Estado de S. Paulo, 14/2/1914).

ACIMA: mapa mostrando a linha nova e a velha da Sorocabana na região de Botucatu e de Avaré. Por ele dá para se ter uma idéia de como Itatinga acabou fazendo parte da linha-troncoS. A linha nova (estilizada, pois não mostra todas suas curvas) é a que está com barras (Acervo Ralph M. Giesbrecht). ABAIXO: Mapa do ramal entre Miranda Azevedo e Itatinga, em 1945 (Mapa do IGGESP, Acervo Ralph Mennucci Giesbrecht).
(Fontes: José David de Castro; Daniel Gentili; Acervo Adriana Franzolin; Stenio Gimenez; O Estado de S. Paulo, 1914; IGGESP; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação em seus últimos dias, anos 1950. À direita o trenzinho que fazia o ramal. Foto cedida por José David de Castro


A estação de Itatinga do ramal. Acervo Adriana Franzolin. Sem data

 
   
     
Atualização: 01.06.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.