A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1889-1953)
Botucatu
Rubião Junior
Serra D'Água
...
(1953-2001)
Botucatu
Rubião Junior
Paula Souza-nova
...
Saída para o ramal de Bauru: Toledo
...

Tronco EFS - 1935

IGGSP-1928
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1998
...
 
Cia. União Sorocabana e Ytuana (1897-1907)
Sorocabana Railway (1907-1919)
E. F. Sorocabana (1919-1971)
FEPASA (1971-1998)
FERROBAN (1998-2006)
ALL (2006-2010)
RUBIÃO JUNIOR
(antiga CAPÃO BONITO)

Município de Botucatu, SP
Linha-tronco - km 314,765
(1924); km 302,859 (1931); km 274,583 (1960) (*)
  SP-2268
Altitude: 880 m   Inauguração: 05.03.1897
Uso atual: abandonada (2016)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1897
(*) As quilometragens foram alteradas em 1928, devido às retificações feitas entre São Paulo e Iperó neste ano e em 1953, (**) devido às retificações feitas entre Conchas e Manduri neste ano.
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Sorocabana foi fundada em 1872, e o primeiro trecho da linha foi aberto em 1875, até Sorocaba. A linha-tronco se expandiu até 1922, quando atingiu Presidente Epitácio, nas margens do rio Paraná. Antes, porém, a EFS construiu vários ramais, e passou por trocas de donos e fusões: em 1892, foi fundida pelo Governo com a Ytuana, na época à beira da falência. Em 1903, o Governo Federal assumiu a ferrovia, vendida para o Governo paulista em 1905. Este a arrendou em 1907 para o grupo de Percival Farquhar, desaparecendo a Ytuana de vez, com suas linhas incorporadas pela EFS. Em 1919, o Governo paulista voltou a ser o dono, por causa da situação precária do grupo detentor. Assim foi até 1971, quando a EFS foi uma das ferrovias que formaram a estatal FEPASA. O seu trecho inicial, primeiro até Mairinque, depois somente até Amador Bueno, desde os anos 20 passaram a atender principalmente os trens de subúrbio. Com o surgimento da CPTM, em 1994, esse trecho passou a ser administrado por ela. Trens de passageiros de longo percurso trafegaram pela linha-tronco até 16/1/1999, quando foram suprimidos pela concessionária Ferroban, sucessora da Fepasa. A linha está ativa até hoje, para trens de carga.
 
A ESTAÇÃO: Inaugurada em 1897, a estação foi uma das poucas da época que já tinha "um prédio definitivo", ou seja, não foi aberta com um prédio provisório. Mesmo assim, pelo estilo do atual prédio, é pouco provável que este seja o de 1897. Na época, seu nome era Capão Bonito, nome de uma fazenda próxima. Este nome perdurou até janeiro de 1917, quando Tavares de Lima, então Ministro da Viação, mandou mudou o nome da estação para o atual, Rubião Júnior. Desde o início, e até hoje, dali sai o ramal de

OBRAS OCORRIDAS NA ESTAÇÃO E SEU PÁTIO DE ACORDO COM RELATÓRIOS DA EFS: Extensão dos desvios para 720 m; 1934 - Construção de 3 casas.

Bauru. Embora seja pequena e do mesmo estilo da maioria das estações da linha-tronco da Sorocabana, é considerado uma das mais bonitas construções da ferrovia. O seu pátio estava constantemente cheio com vagões de carga estacionados. A estação esteve




AO LADO: Fotografia de Rubião Junior publicada em 1914 (Revista A Cigarra).


ACIMA: Mapa mostrando a linha nova e a velha da Sorocabana na região de Botucatu e de Avaré. Por ele dá para se ter uma idéia de como Botucatu ficou na linha, juntamente como Rubião Júnior, por estarem no centro das variantes. A linha nova (estilizada, pois não mostra todas suas curvas) é a que está com barras (Acervo Ralph M. Giesbrecht).

ACIMA: A estação de Rubião Junior em 1965 e a placa indicando que ali se tomava o trem de passageiros para Bauru (Acervo Daniel Gentili). ABAIXO: Pátio da estação de Rubião Junior em 2001 (Autor desconhecido).
por um tempo muito bem cuidada. "A estação ferroviária de Rubião Junior tinha um barzinho (conforme você vê na primeira foto abaixo, do lado esquerdo). Este barzinho pertenceu à minha avó,

que morou a vida toda em Rubião Junior. Meu pai ficou emocionado ao ver a foto e lembrou que quando eles começaram a trabalhar com o bar ele era de madeira" (Franco Rocha, 10/2006). A estação, em abril de 2009, ainda era usada como escala (alojamento) de maquinistas da ALL. Foi-o até maio de 2010: "(A estação de) Rubião Junior, que na data de hoje, 15 de maio de 2010, fechou as portas e




À ESQUERDA: "Viajantes comerciais reclamam contra a curta parada de trens em Rubião Junior", título do artigo ao lado (Folha da Manhã, 12/4/1949).

ACIMA: Bela foto da fachada da estação de Rubião Junior em 1992 (créditos na foto). ABAIXO: A estação de Capão Bonito, c.1910. Ao fundo o hotel de mesmo nome. No morro, ainda não havia a igreja no topo (Acervo Maria Anna Moscogliato - Foto Rocha).

estará entregue à própria sorte. Um caminhão da ALL levou os computadores, aparelhos de
comunicação, mesas e ventiladores
para Triagem Paulista. Rubião Junior era um ponto de apoio para cruzamento e até formação de trens com destino à Bauru e Ourinhos. Os 4 operadores estão indo para Mairinque
" (Jorge Luiz Luvizotto, 15/5/2010). Em 2015 a estação estava abandonada, com vidros quebrados, suja por dentro e por fora. Não durará muito, infelizmente.
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht - pesquisa local; Daniel Gentili; Jorge Luiz Luvizutto; Acervo Maria Anna Moscogliato; Foto Rocha; Alberto del Bianco; Franco Rocha; Júlio C. Paiva; Ricardo Frontera; Leandro Gouveia; Valdemar Bicudo; Folha da Manhã, 1949; E. F. Sorocabana, Relatórios anuais, 1875-1969; Mapas - acervo R. M. Giesbrecht)
     


A estação, anos 1990. Foto Alberto del Bianco

Rubião Junior, com vagões à frente, em 18/07/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

Rubião Junior em 18/07/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

Rubião Junior em 18/07/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação em 2000. Foto Júlio C. Paiva

A estação em 04/2006. Foto Ricardo Frontera

A estação em 04/2006. Foto Ricardo Frontera

A estação em 10/4/2009. Foto Leandro Gouveia

A estação em 15/5/2010. Foto Jorge Luiz Luvizutto

A estação do outro lado em 20/4/2013. Foto Daniel Gentili

A estação de um lado em 20/4/2013. Foto Daniel Gentili

A estação já com os vidros quebrados em 11/2015. Foto Daniel Gentili
     
     
Atualização: 29.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.