A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Estações de Minas Gerais
...
RMV - Linha da Barra
...
Soledade de Minas
Caxambu
Baependi
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 2003
...
 
V. F. Sapucaí (1891-1910)
Rede Sul-Mineira (1910-1931)
Rede Mineira de Viação (1931-1965)
V. F. Centro-Oeste (1965-1972)
CAXAMBU
Município de Caxambu, MG (Veja a cidade)
Linha da Barra - km 112,128 (1960)   MG-0159
Altitude: 903 m   Inauguração: 15.03.1891
Uso atual: estação rodoviária (2013)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1939
 
 
HISTORICO DA LINHA: O primeiro trecho da linha da Barra foi aberto pela V. F. Sapucaí em 1891. Chegou a Baependi em 1895 e parou. Do outro lado, os trechos entre Santa Rita do Jacutinga e Passa-Três, no Estado do Rio, foram construídos a partir de 1879 pela E. F. Santa Isabel do Rio Preto, a E. F. Pirahyense e a E. F. Santana, depois absorvidas pela Sapucaí. De Santa Rita a Baependi, seguiram da primeira para chegar a Baependi somente em 1910. Apenas nesse ano, então, consolidou-se a linha da Barra, com esse nome por causa de Barra do Piraí. Os trens de passageiros circularam até 1942 entre Barra do Piraí e Passa-Três, terminal da linha no Estado do Rio; até 1961, entre Santa Rita do Jacutinga e Barra do Piraí; até 1970, entre Bom Jardim e Santa Rita; até 1972 entre Soledade e Aiuruoca; e até 1977 entre Aiuruoca e Bom Jardim. Os trilhos de toda a linha já foram retirados.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Caxambu foi inaugurada em 1891, como ponta de uma curta linha que vinha de Soledade. Somente em 1895 foi prolongada até Baependi e em 1910 juntou-se a Barra do Piraí constituindo a linha da Barra. Foi construída originalmente a alguns metros da atual, num nível um pouco mais baixo.

Junto a ela uma vila de casas se formou. Em 1939, a antiga estação foi derrubada e em seu lugar, um pouco mais acima, foi construída a atual. A linha foi recuada para a parte anterior da nova estação: originalmente a linha passava onde hoje é a rua da frente da fachada.

"Ao passear pelo Parque das Águas em Caxambu notei a presença de antigos trilhos, os quais vão desde uma portaria de serviço do Parque (ainda operacional) e vão no sentido das instalações de engarrafamento de água mineral. Pelo que me informaram, até há cerca de 40 anos atrás esse desvio ia até a estação ferroviária e servia para escoar a produção da fábrica. Uma vez que a estação encontra-se num nível superior ao Parque, as composições que percorriam esse ramal eram pequenas: uma vaporosa mais um ou dois vagões. O encarregado da portaria me disse que os trilhos eram usados por um bondinho que levava água para a estação. Aí, na minha santa ingenuidade, perguntei, "bonde a burros?", e ele respondeu, "não, locomotiva a vapor". Mas ficou a incerteza... também, o ramal parece ter sido extinto há 40 anos, e tenho lá minhas dúvidas se o encarregado o viu com clareza" (Antonio Gorni, 10/2007). Na verdade, parece que era um bondinho mesmo (ver foto mais abaixo).

Em 1972, a linha foi desativada entre Soledade e Aiuruoca; em 1974, a estação desativada transformou-se em estação rodoviária. Mais tarde, a construção de uma nova rodoviária ao lado dela transformou-a em abrigo para táxis. Na antiga plataforma, foi construída uma adicional, para abrigo de ônibus.

"O trem do qual me lembro que passava aqui era o Pau D'água, que seguia de Soledade para Barra do Piraí, um misto, às 5:30 da manhã. Ele retornava à noite. Também havia outro, que passava às 8 e fazia a linha Cruzeiro-Baependi. A RMV desativou a linha porque ela dava prejuízo: ela mesmo atrasava por meses o pagamento de seus empregados" (Sinval Mangia, 06/2003, ex-charreteiro e hoje motorista de taxi em Caxambu).
Em 2013 era a estação rodoviária da cidade.

ACIMA: Propaganda da cidade de Caxambu em 1925 mostrava como se chegava até a cidade de trem a partir de São Paulo (O Estado de S. Paulo, 23/9/1925).

ACIMA: Na estação de Caxambu em 1926 (Autor desconhecido).

ACIMA: Esperando o embarque na estação antiga de Caxambu em 1937 (Acervo Ubirajara Ribeiro Martins de Souza).
1937
À ESQUERDA:
No trem em Caxambu, 1937 (Acervo Ubirajara Ribeiro Martins de Souza)

1939 - ACIMA: Vargas e séquito na plataforma da estação velha (Arquivo Nacional, 1939).

1939 - ACIMA: Vargas e séquito na frente da estação nova em construção (Arquivo Nacional, 1939).
1939 - ACIMA: Vargas e séquito na plataforma da estação nova em construção (Arquivo Nacional, 1939).

ACIMA: O bondinho que fazia o transporte na linha dentro do parque, linha esta ligada à estação da RMV (Autor e data desconhecidos).

ABAIXO: Linhas ainda existentes dentro do parque, em outubro de 2007 (Fotos Antonio A. Gorni).

TRENS - De acordo com os guias de horários e outras fontes, os trens de passageiros pararam nesta estação de 1893 a 1961. Ao lado, um destes trens na estação de Bom Jardim de Minas, nos anos 1970. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em julho de 1960 (Guias Levi).
(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Gutierrez L. Coelho; Ubirajara Ribeiro Martins de Souza; Antonio A. Gorni; Wanderley Duck; Sinval Mangia; Carlos Cornejo e Eduardo Gerodetti: Lembranças do Brasil - As Ferrovias nos Cartões Postais e Álbuns de Lembranças, 2005; Guia Geral das Estradas de Ferro do Brasil, 1960)
     

A estação original, sem data. Foto do livro de Carlos Cornejo e Eduardo Gerodetti, Lembranças do Brasil - As Ferrovias nos Cartões Postais e Álbuns de Lembranças

A estação antiga de Caxambu, por volta de 1930. Foto cedida por Wanderley Duck

Fachada da estação nova, cerca de 1950. Foto de cartão postal

Fachada da estação, em 18/05/2003. Foto Ralph M. Giesbrecht

Fachada da estação, em 18/05/2003. Foto Ralph M. Giesbrecht

Fachada da estação, em 18/05/2003. Foto Ralph M. Giesbrecht

Plataforma da estação, em 18/05/2003. Foto Ralph M. Giesbrecht

Fachada da estação, em 18/05/2003. Foto Ralph M. Giesbrecht

A ex-estação em 02/2013. Foto Gutierrez L. Coelho
     
Atualização: 14.08.2018
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.