A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
Indice de estações
...
Ildefonso Fontoura
Cachoeira do Sul-nova
Pertile
...
Mapa da linha - 1940
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
V. F. Rio Grande do Sul (1973-1975)
RFFSA (1975-1997)
CACHOEIRA DO SUL-NOVA
Município de Cachoeira do Sul, RS
Linha Porto Alegre-Uruguaiana (variante) - km 209 (1976)   RS-3050
Altitude: -   Inauguração: 1973
Uso atual: abandonada e depredada (2015)   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1973
 
 
HISTORICO DA LINHA: A E. F. Porto Alegre-Uruguaiana foi aberta como empresa federal em 1883, ligando Santo Amaro (Amarópolis) a Cachoeira (Cachoeira do Sul). Para se ir de Santo Amaro a Porto Alegre utilizava-se a navegação fluvial no rio Jacuí. Em 1898 foi encampada pela Cie. Auxilaire, empresa belga, e em 1905 passou a ser a linha-tronco da VFRGS, ainda administrada pelos belgas. Em 1907, os trilhos atingiram finalmente Uruguaiana, na fronteira com a Argentina. Somente em 1911, a construção da linha Santo Amaro-Barreto-Montenegro possibilitou a ligação da longa linha com a Capital, utilizando-se parte da antiga linha Porto Alegre-Novo Hamburgo. Em 1920, a linha tornou-se estatal novamente. Em 1957 foi encampada pela RFFSA. Durante os seus anos de operação foram construídas algumas variantes, para encurtar tempos e distâncias, eliminando algumas estações de sua linha original. Em 1938, a variante Diretor-Pestana-Barreto diminuiu a linha em 50 km. Em 2 de fevereiro de 1996, deixaram de rodar os trens de passageiros pela linha, que, hoje transporta os trens cargueiros da concessionária ALL desde esse mesmo ano.
 
A ESTAÇÃO: Em 1973, a estação original de Cachoeira do Sul, inaugurada em 1883, foi desativada e uma nova estação foi construída no bairro Oliveira, com o nome de Cachoeira do Sul-nova, distante do centro, numa variante que mudou a linha de seu local primitivo.

"Em 1984, como estudante mochileiro, fui de Cachoeira a Uruguaiana, no trem comum. Atravessei a ponte em Passo de los Libres e fui até Buenos Aires, pelo General Urquiza (hoje ALL). Atravessei de barco até Montevideo e dali tomei um trem até Rivera. Passando a pé a fronteira, ainda dava para pegar o trem de Livramento até Cachoeira, fechando um grande triangulo internacional. Em quantos lugares se pode fazer isto?" (Eduardo Minssen, 12/2006).

A "nova" Cachoeira, deixando de ser ponto de parada de trens de carga e passageiros, foi completamente depredada por marginais. Agora há um plano para que seja o ponto terminal de uma ferrovia turística, unindo Cachoeira e Rio Pardo. "A estação continua de pé, mas depenada. Roubaram até as esquadrias das janelas e aparelhos sanitários; à noite serve de abrigo para marginais. É uma pena, pois foi construída para desafogar o centro de Cachoeira, fazendo-lhe uma espécie de contorno facilmente acessível. Resta esperar que a tal linha turística não fique só nas promessas" (Liberato Cunha, 01/2006).

Em 2015, a estação continuava abandonada. (Veja também CACHOEIRA DO SUL)
ACIMA: Trem de passageiros para na nova estação de Cachoeira do Sul logo após sua abertura, em 1973 (Foto da Revista Refesa - outubro-dezembro de 1973). ABAIXO: Embarque de passageiros na estação de Cachoeira, provavelmente anos 1980 (Foto Renate Elisabeth Schmidt Aguiar).



ACIMA: Trem de passageiros na nova estação de Cachoeira do Sul em 1993 (Foto Alfredo Rodrigues).

(Fontes: Alfredo Rodrigues; Rodrigo A. da Silva; Renate Elisabeth Schmidt Aguiar; Coaraci Camargo; Liberato Cunha; Eduardo Minssen; Revista Refesa, 1973; Guias Levi, 1940-81; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Cachoeira-nova em 1990. Nela, o trem Porto Alegre-Uruguaiana. Foto Coaraci Camargo

A estação em 11/2/2010. Foto Alfredo Rodrigues

A estação em 15/1/2015. Foto Rodrigo A. da Silva
     
     
Atualização: 30.10.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.