A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
(1878)
Caldas (Engenh. Mendes)
Sertãozinho
Aterradinho
...

Tronco CM-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: NÃO
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: S/D
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1878-1878)
SERTÃOZINHO (TRONCO CM)
Município de Casa Branca, SP
Linha-tronco - km ?   SP-4684
Altitude: -   Inauguração: 14.01.1878
Uso atual: desaparecida   com trilhos
Data de construção do prédio atual: 1878
 
 
HISTORICO DA LINHA: A linha-tronco da Mogiana teve o primeiro trecho inaugurado em 1875, tendo chegado até o seu ponto final em 1886, na altura da estação de Entroncamento, que somente foi aberta ali em 1900. Inúmeras retificações foram feitas desde então, tornando o leito da linha atual diferente do original em praticamente toda a sua extensão. Em 1926, 1929, 1951, 1960, 1964, 1972, 1973 e 1979 foram feitas as modificações mais significativas, que tiraram velhas estações da linha e colocaram novas versões nos trechos retificados. A partir de 1971 a linha passou a ser parte da FEPASA. No final de 1997, os trens de passageiros deixaram de circular pela linha.
 
A ESTAÇÃO: A estação de Sertãozinho foi inaugurada e fechada no mesmo ano de 1878. Ela ficava próxima ao rio Jaguary-Mirim (hoje o rio que divide os municípios de Casa Branca e de Aguaí) e muito próxima de onde mais tarde foi construída a estação de Orindiúva, 21 anos depois, em 1899. O prédio original seria provisório: "Todas as estações (do prolongamento de Mogi-Mirim a Casa Branca) foram feitas de armações de trilhos usados, cobertas de zinco, e fechadas com taboas de pinho, e todas convenientemente pintadas e possuindo internamente as accommodações necessarias (...) ficaram à companhia em 2:000$000 cada uma (...) mais ou menos" (Relatório da Mogiana, 10/03/1878). Não se sabem os motivos de sua tão curta vida - alguns meses, apenas. O relatório da Mogiana cita a supressão da Mogiana em 1878. Assim, não se sabe porque o mapa e os preços para viagem até a estação ainda são citados (abaixo) pelo Almanaque Literário para 1880.

A falta desta estação deixou todo o trecho de 30 quilômetros entre as estações de Caldas (Engenheiro Mendes) e de Casa Branca sem qualquer ponto de apoio aos trens da Mogiana por vários anos, até que fossem finalmente construídas. Talvez por isto tenham sido construídas nos anos 1890 as estações de Lagoa (1893) e de Orindiúva (1899). NÃO CONFUNDIR COM A ESTAÇÃO DE SERTÃOZINHO, NO RAMAL DO MESMO NOME E ABERTA EM 1899.







AO LADO: O prolongamento de 1878 de Mogi-Guaçu a Casa Branca já funcionava e Sertãozinho era uma das estações (A Provincia de S. Paulo, 12/3/1878).

ACIMA: Preços da Mogiana, de Campinas a Casa Branca - preços por estação (José Maria Lisboa: Almanaque Literario de São Paulo, 1880). ABAIXO: Mapa da região em 1880. Note-se o rio Jaguary-Mirim, hoje divisa, e a estação de Mato Seco - não havia Cascavel (Aguaí) nem qualquer outra entre Sertãozinho e Mato Seco. Note-se ainda à esquerda, a oeste do rio Mogi-Guaçu, a linha do Mogy-Guassu (depois ramal de Descalvado da Cia. Paulista) com a estação de Porto Ferreira, ainda com o nome de "Porto do João Ferreira" .


(Fontes: José Maria Lisboa: Almanaque Literario de São Paulo, 1880; A Provincia de S. Paulo, 1878; Cia. Mogiana: Relatórios anuais, 1875-1890; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     
 
     
Atualização: 06.08.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.