A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Monte Alegre do Sul
Reversão
Três Pontes
...
Saída do ramal de Socorro: Dr. Carlos Norberto
...

ramal de Amparo-1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: SIM
ÚLTIMA VEZ: 1998
...
 
Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (1910-1966)
REVERSÃO
Município de Monte Alegre do Sul, SP
Ramal de Amparo - km 46,514   SP-2238
Altitude: -   Inauguração: 10.04.1910
Uso atual: moradia (2016)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1910
 
 
HISTORICO DA LINHA: O ramal de Amparo foi o primeiro dos ramais construído pela Mogiana, em novembro de 1875, ligando Jaguary (Jaguariúna) a Amparo. Em 1890, a Companhia prolongou o ramal até Monte Alegre. Quando em 1945 a Mogiana alterou o traçado da linha em Jaguariúna, o ramal continuou partindo da estação nova, em local diferente da original. Em 1965, o tráfego de trens foi suprimido entre Amparo e Monte Alegre, e, em 1967, o que sobrou do ramal também foi extinto. Os trilhos foram retirados não muito depois. Ao contrário de outras linhas, neste ramal todos os edifícios das estações sobrevivem até hoje.
 
A ESTAÇÃO: O posto telegráfico de Reversão foi inaugurado em "1o de abril de 1910 para passageiros e telégrafos".

"Para facilitar o serviço de manobras em Monte Alegre, foi aprovado em 09/02/1909, pelo Decreto no. 1707, um sistema de linhas a construir-se para a reversão dos trens de três formas: os trens de Amparo a Monte Alegre podem chegar até esta última, e depois, recuando até pouco além do novo posto telegráfico projetado no km 17+98 da linha Amparo-Monte Alegre, entrem na linha de Socorro; os trens de Socorro a Amparo podem chegar até além do posto e recuando, chegam até a estação de Monte Alegre; os trens que não tiverem serviços em Monte Alegre, entrarão e sairão diretamente da linha de Socorro". Assim descrita no relatório da Mogiana referente a 1909, essa "linha de reversão" que deu origem ao posto telegráfico do mesmo nome foi construída pelo Capitão Mário Rodrigues, que aproveitou, para a ponte logo após a estação, no ramal de Socorro, uma ponte metálica não utilizada sobre o rio Camanducaia, próximo a Guedes, na linha tronco da Mogiana - é esta a ponte que existe até hoje sobre o rio, logo na antiga saída do ramal de Socorro.

O posto foi finalmente, ao que parece, nos anos 1950, antes da supressão do trecho Amparo-Monte Alegre - o Guia Geral de 1960 não relaciona o posto.

Em 2016, habitada por uma família pobre, a estaçãozinha ficava a cerca de 1 km do centro de Monte Alegre, ao lado de uma estradinha de terra, mas com um desnível de uns três metros para cima, onde era o leito. Estava como sempre foi e nem tão mal cuidada assim. Pequena e simpática, ainda conserva o nome na lateral.

TRENS - Os trens de passageiros pararam nesta estação de 1910 a 1966. Na foto à esquerda, o trem do ramal está possivelmente próximo a Pedreira. Clique sobre a foto para ver mais detalhes sobre esses trens. Veja aqui horários em 1964 (Guias Levi).

ACIMA: A supressão de duas partes de dois ramais e de um ramal inteiro acabou com o tráfego de trens de passageiros e cargueiros ao mesmo tempo em 16/9/1966 em diversas estações, incluindo Reversão (O Estado de S. Paulo, 31/8/1966).

(Fontes: Ralph M. Giesbrecht, pesquisa local; Odilio Pereira de Queiroz Neto; João Carlos R. Pinto; Fernando Picarelli; Antonio Gorni; O Estado de S. Paulo, 1966; Cia. Mogiana: relatórios oficiais, 1900-69; Cia. Mogiana: Álbum, 1910; Cia. Mogiana: listagem oficial de estações, 1937; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A estação de Reversão, c. 1910. Foto do álbum da Mogiana

A estação como moradia, em 16/10/1998. Foto Ralph M. Giesbrecht

A estação, agora pintada de branco, em 7/2010. Foto João Carlos R. Pinto

A estação em 23/11/2016. Foto Odilio Pereira de Queiroz Neto
   
     
Atualização: 04.12.2016
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.