A B C D E
F G H I JK
L M N O P
Q R S T U
VXY Mogiana em MG
...
Guatambu
Araçatuba
Ferdinando Laboriau
...
Saída para o ramal de Lussanvira (1908-1962): Engenheiro Taveira
...

Tronco NOB - 1935
...
ESTIVE NO LOCAL: SIM
ESTIVE NA ESTAÇÃO: NÃO
ÚLTIMA VEZ: 1994
...
 
E. F. Noroeste do Brasil (1922-1963)
ARAÇATUBA (segunda estação)
Município de Araçatuba, SP
Linha-tronco - km 280,225 (1949)   SP-0930
Altitude: 389 m   Inauguração: 1922
Uso atual: faculdade da 3a idade (2010)   sem trilhos
Data de construção do prédio atual: 1922
 
 
HISTORICO DA LINHA: A Estrada de Ferro Noroeste do Brasil foi aberta em 1906, seguindo a partir de Bauru, onde a Sorocabana havia chegado em 1905, até Presidente Alves, em setembro de 1906. Em janeiro de 1907 atingia Lauro Müller, em 1908 Araçatuba e em 1910 atingia as margens do rio Paraná, em Jupiá, de onde atravessaria o rio, de início com balsas, para chegar a Corumbá, na divisa com a Bolívia, anos depois. O trecho entre Araçatuba e Jupiá, que até 1937 costeava o rio Tietê em região infestada de malária, foi substituído nesse ano por uma variante que passou a ser parte do tronco principal, enquanto a linha velha se tornava o ramal de Lussanvira. Em 1957, a Noroeste passou a fazer parte da RFFSA. Transportou passageiros até cerca de 1995, quando esse transporte foi suprimido. Em 1996, a RFFSA deu a concessão da linha para a Novoeste, que transporta cargas até hoje.
 
A ESTAÇÃO: A estação original de Araçatuba, inaugurada no final de 1908, foi substituída em 1922 por uma estação nova e maior, em local distinto do primeiro.

Como já dito na história da estação original, a partir de Araçatuba a linha da Noroeste seguia para o nordeste, passando a costear o rio Tietê até Itapura, onde aí descia para cruzar o rio em Jupiá. Como essa região era altamente insalubre, foi iniciada a construção de uma variante pelo espigão do rio Aguapeí a partir dos anos 1920 e, quando encontrou Jupiá, esta foi transformada no real prolongamento da linha-tronco, no final dos anos 1930. A linha de Lussanvira a Jupiá do antigo tronco foi extinta, e de Araçatuba passou a sair o ramal de Lussanvira, que chegava até essa cidade e era o resto da linha original.

Segundo J. H. Bellorio, esse prédio, em 1963, foi substituído por um mais moderno, próximo ao anterior, e a estação foi desativada.
Hoje abriga a Faculdade da Terceira Idade.

Araçatuba (primeira estação)
, Araçatuba (terceira estação) e Araçatuba (quarta estação)


ACIMA: Reportagem de 1945 reclama da obsolescência da segunda estação da cidade. Esta somente viria a ser substituida em 1963 (Folha da Manhã, 30/12/1945). ABAIXO: Mapa da linha dentro de Araçatuba. A data não foi identificada, mas é provavelmente da época da segunda estação (1922-1963). Reparem na passagem da linha pela cidade. Vem de Birigui em baixo, numa reta até Vila São Paulo, onde dobra para nordeste e em Vila Mendonça/Santa Luzia soltava um ramal para o sul que chegava à pedreira da Noroeste e, deste, outro, que terminava mais ao sul, no frigorífico de Tião Maia. Esta região dos ramais/desvios até hoje é ou industrial ou campo. Depois de dobrar para oeste, passa pela estação e, não muito depois dela, lança um ramal para Lussanvira, que segue para noroeste da cidade - hoje seu leito é uma avenida. A linha principal, por sua vez, seguia paraoeste direto, numa grande reta. Tudo isso foi arrancado hoje, a nova linha passa ao sul e fora da cidade (Instituto Geografico e Geologico).

ABAIXO: A pedreira da Noroeste e o frigorífico de Tião Maia. Notar outro sub-ramal que sai do do frigorífico fazendo uma curva em U e seguindo para local não indicado - as letras estsão ilegíveis (mesmo mapa).

ABAIXO: Antigas oficinas de locomotivas da Noroeste em Araçatuba. Belo prédio, atualmente utilizado para outras funções (Foto Silvio Rizzo em 13/7/2016).
(Fontes: Paulo Filomeno; José H. Bellorio; Marcelo Talamo; IBGE: Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, 1960; Mapa - acervo R. M. Giesbrecht)
     

A segunda estação de Araçatuba, ainda ativa em foto sem data. Cedida por Marcelo Talamo

A estação, c. 1925. Foto Lozano, acervo Paulo Filomeno

Pátio da estação, c. 1925. Acervo Paulo Filomeno

Vsta aérea da cidade, estação e pátio de Araçatuba, 1956. Foto da Enciclopédia dos Municípios Brasileiros, IBGE, 1960

A segunda estação de Araçatuba, em 09/05/2001. Foto José H. Bellorio
 
     
Atualização: 26.04.2017
Página elaborada por Ralph Mennucci Giesbrecht.